94% dos brasileiros rejeitam Temer | Fábio Campana

94% dos brasileiros rejeitam Temer

A cada nova pesquisa, Michel Temer bate seu próprio recorde na matéria rejeição. Ele já está chegando perto de se tornar unanimidade e depois disso, começar pontuação negativa, desafiando a lógica e os institutos.
A pesquisa Pulso Brasil, realizada pela Ipsos Public, revela que 94% dos brasileiros reprovam o presidente.
Quem está na cola de Temer é Eduardo Cunha, com 93% de rejeição, Aécio Neves com 90%, Renan Calheiros e Dilma Roussef empatados com 80%, e José Serra com 75%.

Com saldo positivo, Sérgio Moro tem 64% da aprovação popular, Luciano Huck, 45% e o ex-juiz Joaquim Barbosa 44%. Lula aparece com 29%, Cármen Lúcia com 28% e Rodrigo Janot, 24%.

Muito mais gente foi citada para medir a temperatura desaprovação e aprovação. Veja.

Outras personalidades que foram avaliadas quanto ao índice de desaprovação e aprovação são:

Fernando Henrique Cardoso (71% e 11%, respectivamente);

Geraldo Alckmin (67% e 15%, respectivamente);

Antonio Palocci (65% e 3%, respectivamente);

Rodrigo Maia (60% e 4%, respectivamente);

Marina Silva (59% e 21%, respectivamente);

Gilmar Mendes (58% e 5% respectivamente);

Romero Jucá (57% e 2%, respectivamente);

Jair Bolsonaro (53% e 15%, respectivamente);

Ciro Gomes (52% e 10%, respectivamente);

Romário (51% e 15%, respectivamente);

Henrique Meirelles (50% e 5%, respectivamente);

Marcelo Crivella (47% e 11%, respectivamente);

Roberto Justus (47% e 17%, respectivamente);

João Doria (45% e 17%, respectivamente);

Paulo Skaf (45% e 6%, respectivamente);

Tasso Jereissati (44% e 5%, respectivamente);

Nelson Jobim (44% e 4%, respectivamente);

Luciana Genro (44% e 4%, respectivamente);

Ayres Brito (41% e 3%, respectivamente);

Edson Fachin (41% e 15%, respectivamente);

Deltan Dallagnol (36% e 11%, respectivamente).

Com margem de erro de 3 pontos percentuais, a pesquisa da Ipsos realizou 1.200 entrevistas presenciais em 72 municípios brasileiros.

(Foto: Lula Marques/AGPT)


3 comentários

  1. PEDRO
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 15:34 hs

    Caro Fabio, eu acho, que o Presidente Michel Temer, vai ficar para a história do Brasil, simplesmente porque conseguiu aprovar a reformar trabalhista, com isso extinguiu a Contribuição Sindical Obrigatória. Fabio, a título de informação, a CNA e os Sindicatos Rurais, no ano de 2016, conseguiram mais de 1.000.000.000,00 (hum bilhões de Reais), de produtores rurais da Contribuição Sindical Obrigatória. Têm que abrir uma CPI, para verificar, onde foi esse dinheiro e para quem. Além do mais a imprensa nacional, fica falando , da JBS, Eike Batista, Lava Jato, tudo isso é café pequeno perto da máfia dos Sindicatos.

  2. Russel
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 17:32 hs

    Se a gente reparar bem o Brasil na Era Lula (inconclusa) trocou a realidade pelos percentuais. Os meios de comunicação – dos monopolistas aos nanicos – usam as chamadas “pesquisas”como matéria prima da notícia. Dane-se a realidade. Informações como esta deveria recomendar uma vacina para uma imunização ideológica. No popular: despetizar, desratizar o país. A cegueira imposta pelo populismo lulopetismo, como uma doutrina, produziu uma cegueira que impede a grande maioria de enxergar a realidade. Com a ajuda de algumas instituições o PT conseguiu torcer venezualização a que nós levaram os quase 14 anos de roubo, incompetência e mentira institucionalizada, para uma disputa de quem são os maiores criminosos do país. Como se vê a lista dos rejeitados é bem dirigida para aqueles que o PT fez de adversários, inimigos que devem ser extirpado. Lula, o pobre condenado, cujos milhões começam a aparecer – ainda em reais – convenientemente está fora da lista. E, convenhamos, “Pulso Brasil”tem um toque de fascismo tropical, irresistível.

  3. Sergio Silvestre
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 19:56 hs

    Fico pensando,pra que gastar com palácios dos TRE,ter a eleição mais moderna do mundo se o voto aqui não vale nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*