Podemos une irmãos Osmar e Alvaro após 15 anos em siglas diferentes | Fábio Campana

Podemos une irmãos Osmar e Alvaro após 15 anos em siglas diferentes

Expulsos do PSDB em 2001, ainda no governo de Fernando Henrique Cardoso, os irmãos Alvaro Dias e Osmar Dias podem voltar a atuar juntos após quase 15 anos em campos opostos. Alvaro mudou de legenda neste sábado (1º) e se filiou ao Podemos, novo nome do PTN. Vai disputar a Presidência da República em 2018. Deve levar o irmão, Osmar, que é candidato ao governo do Paraná e, assim, retomar a dobradinha que tiveram no governo do Paraná (como governador e secretário) e no próprio Senado. “Houve uma separação de partidos, mas jamais uma separação de pensamentos e ideias. Sempre tivemos um relacionamento de irmãos”, afirmou Osmar. Ele participou hoje do ato de assinatura da filiação do irmão ao Podemos em Brasília.”Em qualquer partido que eu esteja o meu candidato a presidente é o Álvaro.”

Antes de oficializar o reencontro partidário da família, Osmar Dias diz preferir analisar o cenário eleitoral local. “A possibilidade de estar no Podemos é concreta, mas não farei esse movimento por enquanto. As questões têm que ser feitas em etapas”, afirma. O ato de hoje foi um sucesso e reuniu lideranças de 27 estados da federação (fotos).

Esse companheirismo mesmo em campos opostos já causou situações inusitadas, como em 2010, quando o então senador Osmar Dias teve a candidatura ao governo do Paraná ameaçada após o irmão ser anunciado como vice na chapa presidencial de José Serra. Na época, a candidatura de Osmar tinha o apoio do PT e serviria de palanque para Dilma Rousseff no Estado.

Alvaro acabou sendo barrado pelo DEM, que indicou Índio da Costa como vice de Serra, e Osmar se candidatou, mas perdeu a corrida eleitoral pelo Palácio Iguaçu para o tucano Beto Richa.


6 comentários

  1. sábado, 1 de julho de 2017 – 19:27 hs

    As pessoas de bem,com certeza irão votar em Alvaro Dias.

  2. Hora da Verdade
    domingo, 2 de julho de 2017 – 1:15 hs

    O maior erro dos irmãos dias.

  3. OTIMISTA
    domingo, 2 de julho de 2017 – 4:50 hs

    O Álvaro Dias continua sendo o único candidato de peso na pró-
    xima eleição Presidencial.

  4. Nanda
    domingo, 2 de julho de 2017 – 6:40 hs

    Gentem: Vamos analisar:
    Se o presidente Álvaro ( Abel) não ganhar as eleições pra presidente, ,,,, vem dar Porrada nos professores e funcionários públicos do nosso Paraná… Chamando cavalos e os coices do irmão Osmar ( Caim) e que tem a Petezada de boca aberta esperando a boquinha.
    Gentem…….. Esse jogo político não dá pra engolir.
    Osmar Dias não!!!! Podemos Não.

  5. ANTONIO
    domingo, 2 de julho de 2017 – 10:26 hs

    Caro Fabio, o Senador Álvaro Dias,não têm mais futuro na política. No Senado Federal, ninguém o respeita, poque ele é extremamente individualista, somente pensa em se dar bem. Podemos notar nas pesquisas nacionais para Presidência da Republica em 2018 que o nome dele nem é mencionado, ele é bananeira que já deu cacho. Minha opinião particular a eleição para Presidente em 2018, vai girar em torno do Geraldo Achimin e do franco atirador Jair Bolsonaro. No tocante o seu Irmão Osmar Dias que fica fazendo beicinho, se não sabe se vai sair candidato, este é mais uma bananeira que já deu cacho.
    O Senhor Osmar Dias ( conhecido como vulgo Caim), está sujo na lavra jato e é PT, pois no período da Dilma foi Vice Presidente do Banco do Brasil e nunca fez nada para ajudar o produtor rural. Para terminar os irmãos Dias, nunca fizeram nada para ajudar o Estado do Paraná, somente enriqueceram na política.

  6. Djair
    domingo, 2 de julho de 2017 – 11:20 hs

    Mudam-se as siglas, mas as caras continuam as mesmas, chega dos mesmos!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*