TSE custa R$ 5,4 milhões por dia e é questionado | Fábio Campana

TSE custa R$ 5,4 milhões por dia e é questionado

A decisão do TSE de absolver a chapa Dilma-Temer levantou o debate sobre a necessidade de uma Justiça Eleitoral. O órgão, que tem orçamento para este ano de R$ 2 bilhões, custa R$ 5,4 milhões por dia aos cofres públicos, segundo a ONG Contas Abertas. A maior parte é destinada ao pagamento de pessoal. “Em nenhuma democracia importante do mundo, tem Justiça Eleitoral”, ressalta o deputado Roberto Freire (PPS-SP), para quem o ambiente para tratar da extinção da Corte está posto. “A discussão era isolada, mas agora vai ganhar adeptos”, diz. As informações são do Estadão.


7 comentários

  1. Olmir
    domingo, 11 de junho de 2017 – 11:31 hs

    Os questionamentos não são recentes, mas o repercutido, dos atos recentes praticados pelo colegiado de tal tribunal, um dos poucos do gênero no mundo, até afirma ser único para a expecialidade. Dentre tantos comentários nas mídias se destacam os de votos a favor do corporativismo e mesmo a favor de interesses pessoais, de alguns dos membros, não podemos afirmar nada, nos faltam documentos, mas vemos o que as mídias falam e não são pouca coisa de ruim. Provavelmente que quando criaram tal tribunal tenha criado alguma espécie de corregedoria e normatizações para erros e ou falhas, apesar que estavam tratando de julgamento e deveriam se ater aos dados, fatos, direitos, mas mesmo podendo até serem parciais, segundo as mídias a maioria foi pela parcialidade e ou por interesses, assim como novas revelações na mídia dizem de ocorrências de perseguições e atos feitos por autoridade no poder contra magistrado. Crendo que é melhor dar tempo, aguardar as conclusões, mas o que esta parecendo é tem coisas erradas, mas ainda não se sabe a dimensão e ou a ordem. Mas como somos um país democrático capitalista e de livre iniciativa e no caso de expressão, cabe as pessoas analisarem, conferirem, os fatos e feitos, e ou porque a mídia denuncia coisas tão graves, de políiticos no poder e ou de magistrados, e magistrados empossados por políticos de agora e de outras legislaturas. Para o cidadão comum, votante ciente e responsável é muita coisa para ser analisada e digerida, pior é que já são décadas de coisas ruins, danosas para o país e os cidadãos, a exemplo das duas dezenas de desempregados e mesmo de muitos milhões prejudicados pelo nível e da precariedade da economia do país…. A ideia que se tem é que a maioria vota em malfeitores, os eleitos se passam a ser deuses e ampla maioria dos cidadão passam a ser simples escravos, pagadores de carga tributária exficiante, torturante,… em grande parte sem contra partida em serviços públicos, e muitos de baixa qualidade e quantidade….. Tudo indica que a mídia passe a questionar a existência e ou molde de tal juizado, apesar que é um poder muito grande deles, e sempre se deve temer em se “colocar” a mão nesse tipo de de coisa, ou como a mídia afirma se tornou uma cumbuca, se e ou não é coisa da mídia, ficamos sem certezas e respostas justas e corretas, por mais legal que tenha sido o ato deles. São tantas dúvidas.

  2. Daniel Fernandes
    domingo, 11 de junho de 2017 – 11:40 hs

    Toda vez que aparece imagem do prédio do TSE, vem à minha mente a seguinte pergunta: qual a necessidade de um prédio tão luxuoso?
    O enrosco começa já aí.

  3. Parreiras Rodrigues
    domingo, 11 de junho de 2017 – 12:42 hs

    Instituição que deveria ter a sua existência questionada. A partir do levantamento do seu funcionamento em quantos países no resto do mundo. As lides criadas pelo processo eleitoral, também falho, poderiam ser solucionadas pela justiça comum.
    E fiquei sabendo ontem, que a justiça eleitoral do Paraná instalará placas para armazenamento de energia solar para atender a eletrificação dos seus cartórios e fóruns, na cidade de Paranavai, Capital da Captação de Raios Solares do Paraná (título meu).

  4. sergio
    domingo, 11 de junho de 2017 – 13:33 hs

    Juizes nomedos por politicios.

    Que m….. pode ser?

    Esta que nos foi apresentada;

  5. Franchico
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 9:09 hs

    Concordo plenamente, ainda mais depois da última encenação.

  6. CARAJÁS
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 12:12 hs

    Deve ser a justiça mais corrupta! Essas coisas ‘à brasileira’ são f…
    Cabide de fluflu para aquinhoados da nobiliarquia!
    Não compensa despejar os palavrões.

  7. José
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 12:30 hs

    Tudo tem de se ver o custo-benefício,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*