Traiano e a turba | Fábio Campana

Traiano e a turba

O presidente da Assembleia, Ademar Traiano, do PSDB, encurtou a paciência com a turba que toma conta das galerias para tumultuar as sessões. Ontem, uma malta de militantes de movimentos sindicais e de partidos ligados ao PT, especialmente a APP-Sindicato, compareceu à sessão para vaiar o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, que fazia a prestação de contas do trimestre, como manda a Constituição. Traiano pediu uma, duas, três vezes que fizessem silêncio. Não foi ouvido. Sem mais, deu por encerrada a sessão e aprovada a prestação de contas sem debate. A oposição petista protestou e invocou o respeito à democracia. Traiano, impávido, esclareceu que a balbúrdia não é democracia. E mais não disse.


4 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 11:55 hs

    A Educação, em que pese os programas de acesso ao ensino, os financiamentos dos cursos, derrapa ladeira abaixo. Também, aos cuidados de deseducados. Tadinha dessa geração.

  2. Azedo
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 12:27 hs

    Traiano fez certo. Contra pelegada sindicalista parasita tosca e maleducada da apt, só encerrando a sessão ou expulsando. Bem feito, não valem nada. Parabéns ao Traiano que foi macho pra encarar. Sem essa de mimimi politicamente correto nem papinho “antidemocrático”. Essa pelegada ainda vai aprender!

  3. Freddy Kruger
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 13:27 hs

    Era uma prestação de contas exigida pela Constituição. Não era embate político. Agiu corretamente o Presidente da Assembléia.

  4. quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 14:20 hs

    PARABÉNS ,,SR Traiano…Baderna se Combate Com A lei;;;

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*