Temer contra-ataca | Fábio Campana

Temer contra-ataca

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, cercado por dezenas de apoiadores, entre ministros e parlamentares, o presidente Michel Temer disse que é vítima de ficção construída pelo Procurador Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, que o acusa de corrupção passiva sustentando que seria destinado a ele o dinheiro carregado em uma mala pelo ex-assessor Rodrigo Rocha Loures.

Do mesmo modo, segundo Temer, ele poderia fazer uma ilação sobre a contratação do ex-procurador Marcelo Miller, ex-braço direito e “homem da mais estrita confiança” de Janot, para atuar na defesa de Joesley Batista e a JBS. “Poderia fazer a ilação de que os milhões pagos ao ex-procurador não seriam destinados apenas a ele”, alfinetou o presidente, ressalvando, no entanto, que não faria isso por não ser leviano.

Nesta segunda (26), ao responder a uma crítica do ministro Gilmar Mendes (STF) ao ministério público, a Procuradoria da República no Distrito Federal divulgou a informação de que investiga a saída de Miller da PGR para atuar em escritório contratado pela JBS.

Temer classificou de “indigna” e “infamante” denúncia da PGR contra ele e questiona ausência de provas concretas do recebimento de valores indevidos.

O presidente disse que a delação de Joesley é produto do seu “desespero para se safar da cadeia”, por meio de distribuição do prêmio da delação.

Ele afirmou que em 40 anos de experiência atuando na advocacia tem segurança para afirmar que, “sob o foco jurídico, minha preocupação é mínima”, diz ele no pronunciamento.

“Essa denúncia busca a revanche, a destruição, a vingança. Querem parar o País, o Congresso”, disse.

Para o presidente, “há na verdade um atentado contra o País”.

Ele ironizou afirmando que reinventaram o Código Penal, com a utilização de ilação como prova.

Também afirmou que sua conversa com Joesley é “uma prova ilícita, inválida para a Justiça”

Temer se referiu a Joesley Batista como “grampeador” e como “bandido”, assim como classificou os demais delatores do grupo J&F/JBS de “capangas”. Ao final, Temer foi aplaudido e saudado com exclamações de “bravo!”.


7 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 17:02 hs

    Uma república que começou com um golpe de um marechal caquético, que deu as costas ao imperador que antes bajulava, não se pode esperar que outros golpes não sejam esperados. Golpista que golpeia golpista, tem muito mais que cem anos de golpes pela frente.

  2. SOLANGE LOPÉS
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 17:03 hs

    Ladrãozinho barato. Se tivesse um mínimo de dignidade, renunciaria. Não renuncia porque sabe que meia hora depois está na cadeia.

  3. Maluco
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 18:26 hs

    Sigam a grana do Miller!! Ou não sigam, problema é de vocês!! Agora, que essa coisa ficou esquisita, isso ficou!! Parece CONLUIO!! Eu disse “parece”, certo? É só uma ilaçãozinha à toa, viu?!!! (medo de processo)

  4. Miguel
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 18:59 hs

    Brasil virou uma comédia!!!

  5. João Francisco dos Anjos
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 21:48 hs

    Esse tal Temer caiu no ridículo … O melhor que faria é a renuncia … Cara tem semancol … Nossa pátria não merece isso…

  6. HORA DA VERDADE
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 22:18 hs

    TAÍ ……..gostei do arabe…pode cair, mas vai pelear muito e como disse o Figueredo (mais aos petistas) “vao ter que me engolir”…afinal como disse o velho Xiru Brizola sobre Lula….dificil mas vamos ter que engolir este sapo barbudo”…… DEU UMA INDIGESTÃO DO CACETE E ATÉ HOJE ESTAMOS PAGANDO A FATURA.
    RUIM COM TEMER, PIOR SEM ELE.
    MAS QUEM VOTOU NA DILMA E ELEGEU O TEMER, BICO CALADO, porque de uma coisa é certa, estamos deixando de rolar ladeira abaixo.
    Inflação em queda, juros caindo, economia dando vagidos que mostram sinais de recuperação.
    Lulistas, boca caladaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

  7. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 28 de junho de 2017 – 6:13 hs

    Se o Temer não for caçado definitivamente o país vai continuar
    “vazando” por todos os lados. Se o cara não tem hombridade para
    renunciar o cara vai continuar rastejando até a próxima eleição.
    Pobre Brasil…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*