Richa recebe reitores e propõe novo modelo de autonomia | Fábio Campana

Richa recebe reitores e propõe novo modelo de autonomia

O governador Beto Richa recebeu os reitores das sete universidades estaduais na noite desta terça-feira, no Palácio Iguaçu. Discutiu-se a inclusão das três instituições que ainda não aderiram ao programa que faz a gestão da folha de pagamento de todos os órgãos públicos vinculados ao Governo do Paraná. As universidades estaduais de Londrina, Maringá e Cascavel não iniciaram até agora o repasse de informações para ingresso na plataforma.

“Avançamos na negociação para o fornecimento de informações por parte dessas instituições”, afirmou o governador. Segundo ele, ficou acertado que os reitores e o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, vão iniciar imediatamente a discussão sobre uma proposta para a implantação de um novo modelo de autonomia para as universidades estaduais.

Esse modelo deverá ser apresentado em até 90 dias e vai levar em conta outras experiências já em curso, como as das universidades de São Paulo, Goiás e Santa Catarina.

Paralelamente, as três universidades (UEL, UEM e Unioeste) devem reunir seus conselhos universitários para apresentar as propostas e iniciar a transmissão de informações solicitadas pela Comissão de Política Salarial do Governo do Estado.


8 comentários

  1. jaferrer
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 12:48 hs

    O governador já mentiu outras vezes. Exemplo: a lei que determinava o pagamento da inflação do ano passado em janeiro, não foi cumprida. Por que devemos acreditar agora? Como já afirmei outras vezes, todos os dados são de conhecimento do Estado e os salários são publicados no portal da transparência. Só não entende o que o governo pretende, quem não quer.

  2. quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 12:50 hs

    “Casta de privilegiados. O governo está certo de endurecer com esses NOBRES SANGUES AZUIS…” – Profº Celso Bonfim

  3. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 14:07 hs

    Pois é,a Uel custa 700 milhões ano e toca o HU um hospital que trata de doentes de todo norte do Parana e varias outras ações como pesquisa etc.
    Se os auditores fiscais fossem probos,só o dinheiro sonegado pelos empresários nesses anos todos,só de propina dizem ser mais de 2 bilhões isso multiplicado por 10 que os empresários deixaram de pagar da 20 bilhões,e isso que esse governo tem que se ater,e ainda tem um problema,esses auditores ladrões continuam recebendo,

  4. Josué N. Mattos
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 16:38 hs

    O governo não tem noção da importância econômica e social das Universidades Estaduais nas regiões que estão. O Richa está sendo levado pela posição da Secretaria da Fazenda e sua assessoria mal informados que são sobre as Universidades Estaduais. Estão afundando o Paraná. E o Richa fica nessa pois só tem pi=uxa-saco ao seu lado dizendo: “Vossa Excelência é o melhor governador da terra, é lindo, é popular,…” e ele vaidoso vai seguindo nessa linha autoritária. Foi o que aconteceu com o episódio da PM bater, jogar bomba e pitbull em cima dos professores.

  5. Luiz Antonio
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 16:50 hs

    São Universidades Estaduais e não querem o controle do estado? Que tal privatizar?

  6. indignado 3
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 17:32 hs

    Calça Frouxa, PAU QUE DA EM CHICO, DA EM FRANCISCO, estas
    regras que você nominou, devem valer tambem para a LADROAGEM
    PETISTA, com certeza muitas obras poderiam serem feitas, mas o
    que a CORJA ROUBOU, para os burrinhos amestrados é MENTIRA

  7. JOHAN
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 18:42 hs

    Caro FÁBIO, os nobres reitores, pelos pouco dos valores de honorários que recebem, podem ativar o sistema privado das universidades e imporem novamente nova humilhação ao frágil governador. É só convocar a APP/SINDICATO/MST/CUT para demonstrarem força, propor nova greve, que manterão seus direitos conquistados com muita dificuldade nos últimos 13 anos, não farão prestação de contas, nem abrirão mão da transparência que muitos defendem, para os outros, não para os de casa. Tudo uma hipocrisia só. A população continuará pagando esses desatinos das lideranças. A Deputada Federal BENEDITA DA SILVA, ao lado probo Senador PINÓQUIÃO em sua manifestação da última reunião do grupo afirmou ” se faz necessário o derramamento de sangue para buscar a redenção”, Um outro presente ao lado afirmou ” começemos pelos senadores de Brasilia”, Esses são os representantes que desejam retomar o poder para dirigir o país. Que DEUS nos livre desse povo. Atenciosamente. .

  8. Do Interior...
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 19:27 hs

    Sérgio petista Silvestre. Todos devem prestar contas de seus salários. As universidades não podem ser ilhas de obscuridade. Quem paga os salários dos professores somos nós. Logo temos direito de saber quanto ganham. O salário dos auditores são publicados. Qual o medo de mostrar o salário?
    Agora, você generalizar que todos os auditores são ladrões. Cuidado com essa língua. Isso pode te dar processo.
    Seria o mesmo que dizer que todos os cidadãos de Londrina tem a bunda tatuada com a bandeira do PT e a foto do Lulla. Mas sabemos que isso não é verdade. Isso só ocorre com alguns.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*