Quantos são os comissionados em Curitiba? | Fábio Campana

Quantos são os comissionados em Curitiba?

Um pedido de informação simples, matemático, lógico, que não exige grandes reflexões nem permite interpretações variadas. A vereadora Noemia Rocha encaminhou à prefeitura requerimento para saber o detalhamento dos cargos em comissão, com a quantidade, valor de cada salário e simbologias, especificando-os por órgãos da administração, com um comparativo com o último ano da gestão anterior, datas das nomeações e de posse dos cargos.
Nem precisaria de motivos, mas ela explicou: a solicitação é por conta da “aludida crise fiscal e financeira sobre o Município de Curitiba, e que tem motivado a adoção de medidas de austeridade, especialmente aquelas estampadas no chamado Pacote de Medidas de Ajuste Fiscal, em trâmite na Câmara Municipal”.
Não é possível chegar à informação pelo Portal da Transparência da prefeitura, porque é preciso investigar toda a gestão anterior e a atual, considerando 20 órgãos da administração direta, onze da administração indireta (incluindo autarquias, fundações e sociedades de economia mista) e três paraestatais.

Foto de Chico Camargo/CMC


7 comentários

  1. TADEU ROCHA
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 11:30 hs

    NOEMIA ROCHA VOCE VAI INCLUIR OS TEUS TAMBEM, DEIXE ELES TRABALHAREM E VOCE FAÇA TUA OBRIGAÇÃO, POVO DE CTBA ESSA É UMA QUE QUER TIRAR TEU CARGO. TEU EMPREGO NÃO VOTE NELA MAIS.

  2. João Carlos
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 11:43 hs

    Tá inchada a ADM do Greca, estes acordos com partidos e famílias tradicionais na politica, colocam pessoas já pensando em serem cabos eleitorais para eleições à deputado em 2018.

  3. Marcus
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 12:00 hs

    Pra saber tem que perguntar pra Maria Vitória, Cida, Richa e acreditem se quizer pro Pizatto.
    Greca é um farsante, mas era o que tinhamos para o momento.
    Ele já está se enterrando.

  4. Maquiavel
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 12:20 hs

    Tadeu Rocha, era um ferrenho defensor do fruet… agora defende o greca…

    Deve ser algum comissionado da secretaria de finanças…

  5. Lucão
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 15:40 hs

    Tem vários comissionados da SGM e prestal serviços em autarquias, eeconomia mista o que é vedado por lei. Salvo alguns casos de projetos especificos e com tempo determinado.
    Agora tem um dois casos que é a “barbaridade”.
    O cidadão fez um PDV, redcebeu uma nota e depois foi noimeado em cargo coimissionado da administração direta e está trabalhando na URBS, aliás, na mesma cadeirta e mesa que estava dias anyeriores.
    Daí não tem mesmo grana.
    Seria interessante a vereadora comparar as nomeações e local de lotação e o efetivo local onde se encontram, os nomeados.
    AH ! Não esqueça vereadora do caso do secretário das finanças.

  6. joao
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 17:24 hs

    Estas indagações deve ter deixados os vereadores de cabelo em pé, visto que todos ou a maioria tem o rabo preso em cargos comissionados. O Brasil deixa transparecer uma realidade que sempre esteve no subterrâneo. Verdadeiramente, começa a desvendar o que é democracia, política algo sem compreensão. Quando irão moralizar o poder público. Os podres poderes exala um odor cadavérico insuportável….traduz na falência do poder público com benesses e sinecuras que a sociedade não comporta e não suporta. Ave greca

  7. Luiz Eduardo
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 22:16 hs

    Esta informação, no caso fidedigna e verdadeira, já deveria estar no portal da transparência do gordo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*