Previdência insustentável | Fábio Campana

Previdência insustentável

Em meio à discussão da reforma da Previdência, um dado prova o inchaço e a insustentabilidade do modelo atual: desde 2009, fim do governo Lula, a administração direta (Presidência e ministérios) passou a gastar mais com aposentados e pensionistas do que com salários dos servidores da ativa – que custaram R$ 234 bilhões, entre 2009 e 2016, contra mais de R$ 252 bilhões com aposentadorias e pensões. Do Diário do Poder.

Para não quebrar e aplicar calote nos segurados, ameaça que há no Brasil, a previdência precisa ser bancada pela contribuição dos ativos. Mas, em 2015, o número de aposentados e pensionistas (395 mil) já era 38,8% maior que os 242 mil servidores da ativa no governo federal. Nos cinco anos de Dilma, a diferença de custo entre aposentados e servidores ativos foi de R$ 2,87 bilhões ao ano, em média.O rombo da previdência no setor privado brasileiro, que reúne 29 milhões de trabalhadores, já chegou aos R$150 bilhões.


2 comentários

  1. Zemazinho Relogio
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 17:26 hs

    Noticia cortada e colada. Faça o serviço direito. É lógico que está gastando mais com aposentados, afinal nunca houve contribuição a fundo de previdência. Todos são pagos da mesma fonte: ativos e inativos. Só que a culta é do governo que não fez a separação dessas massas. E não é a reforma que vai salvar isso, pois já é erro do passado.
    Com a CF de 1988, o custeio da aposentadoria passou a ser contributivo, obrigatoriamente. Agora lhe pergunto: quando o governo federal criou seu regime próprio. Me responda se for capaz.
    Agora está todo mundo no mesmo balaio e a solução rápida e errada é ferrar todo mundo.

  2. eleitor desmemoriado
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 18:48 hs

    Ih tem alguém mentindo e muito nesta estória toda, aposentei-me em 2012 e hoje ganho 30% menos do que ganhava quando na ativa. Então tem gente ficando com a minha parte. Entrei até na JF para pedir o que o Governo me roubou.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*