PGR estava decidida a pedir suspeição de Gilmar no caso Aécio | Fábio Campana

PGR estava decidida
a pedir suspeição de
Gilmar no caso Aécio

Radar On-Line, VEJA

A PGR iria pedir a suspeição de Gilmar Mendes caso o pedido de prisão de Aécio Neves fosse encaminhado ao plenário, o que acabou não ocorrendo.

Pois bem, agora Gilmar é o relator de um dos inquéritos sobre o senador, aberto a partir da delação da Odebrecht.

A tomar pela lógica que prevalecia até outro dia na PGR, Rodrigo Janot tende a pleitear a suspeição do ministro, baseado no telefonema, grampeado com autorização judicial, em que o réu pede o juiz para entrar em contato com um senador.

Refrescando a memória: no referido diálogo, Aécio solicita que Gilmar ligue para Flexa Ribeiro na tentativa de convencê-lo e votar junto com o senador mineiro no projeto que endureceu as punições por abuso de autoridades.


4 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 10:05 hs

    Nem Goebbels e Himmler, ou Stálin e Beria, agiriam com tamanha eficácia no intuito de desmoralizar e intrigar pessoas, com cizânia e malícia. A turma aprendizes da Gestapo e NKVD são competentes nisso, de dar inveja.

  2. Macambúzio
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 11:43 hs

    Naquela ligação de Aécio a Gilmar não vejo crime, pelo menos de Aécio! Já Gilmar, ministro do STF, deveria se abster dessas relações promíscuas com membros de outros poderes!!

  3. terça-feira, 27 de junho de 2017 – 12:11 hs

    “Além de tantos outros, creio eu, esse seria o maior legado que Rodrigo Janot deixaria para o bem do País e das instituições sérias e comprometidas com a ética, sobretudo com a lei…” – Profº Celso Bonfim

  4. Helena
    quarta-feira, 28 de junho de 2017 – 0:39 hs

    O mínimo que o ministro deveria fazer, seria sentir-se impedido para realizar essa relatoria. Quanta falta de ética! Acho que a maioria dos brasileiros não sabe ou esqueceu do que significa ÉTICA.
    Saudades das aulas de Educação Moral e Cívica, e das aulas de filosofia nas duas faculdades onde me graduei!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*