Pelos céus do Brasil | Fábio Campana

Pelos céus do Brasil

O que viajam os deputados de Brasília não está no gibi. Uma olhada rápida nos dados públicos, que mostram algumas coisas mas não explicam outras, confunde eleitores.

Exemplo.

No mês de fevereiro, o deputado Giacobo viajou, viajou bastante e esse vai e vem custou aos cofres públicos R$ 68.438,77 entre avião e hospedagem.

Lê-se por “avião”, não apenas a emissão de bilhetes aéreos, mas também o frete de aeronaves. R$ 64.000,00 em duas locações: uma no dia 06/02 (Foz do Iguaçu/Cascavel/Brasília – R$ 39.000,00 onde consta como “dados dos passageiros” apenas o nome de Giacobo) e outra no dia 20/02 (Curitiba/Brasília/Curitiba – R$ 25.000,00, Fernando Giacobo também sozinho na lista de passageiros).

No mesmo portal, dá para saber se ele teve alguma “Viagem em missão oficial” e a resposta: Nenhum resultado encontrado.


13 comentários

  1. Priscilla
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 9:03 hs

    Seria interessante saber quais benefícios o aluguel de avião para uso exclusivo trouxe para nós.
    Ou será que ele só viajou para jogar na loteria em cidades diferentes?
    É difícil ter que reduzir despesas em casa a todo momento e ver que a “crise” não se dá por igual a todos. O governo teria que ser o primeiro a cortar gastos, a deixar de lado esses abusos, a mostrar que também está disposto a cortar gastos.

  2. Franchico
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 9:03 hs

    Vamos anotando tudo isso na nossa lista dos políticos safados, e, NUNCA MAIS votar em nenhum destes que estiver na lista. Acorda POVO BRASILEIRO.

  3. Daniel Fernandes
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 10:52 hs

    Nenhuma viagem em missão oficial?
    Como se explica que estas despesas foram pagas com dinheiro público?

  4. Fernando
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 15:15 hs

    O nível da cara de pau dos políticos deste país é tão alto que é impossível imaginar como eles têm coragem de se olhar no espelho.
    Este deputado deveria prestar esclarecimentos sobre isso. É obrigação dele contar o que era tão urgente que o fez alugar um avião. Ou será que ele não pode?

  5. Jorge Guimarães
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 15:19 hs

    Foi jogar na loteria, deputado?

  6. Edson Abreu
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 15:27 hs

    Como é que é, deputado, vai deixar por isso mesmo?
    A assessoria do “nobre”, apesar de bem paga tá trabalhando mal. Esse silêncio diz muito sobre o que aconteceu naqueles dias. E se não diz, faz a gente imaginar.

  7. Carlos Ignácio
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 15:58 hs

    Eu fico impressionado em ver como esse tipo de coisa passa batido. Se não for escândalo de milhões, envolvendo delatores ninguém nota. Pois se olhassem para as “pequenas” atitudes, e puxassem uma pena sairia uma galinha inteira.
    Mas tem que esperar passar no Jornal Nacional para ficar indignado.
    Povo besta esse nosso.

  8. Sabrina
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 16:32 hs

    Que ridículo. Idiota.

  9. segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 21:00 hs

    Ai querem q nós trabalhemos 65 anos para se aposentar, ou contribuir 50, ai vamos se aposentar com 80 anos, se começarmos a trabalhar com 20 anos isso sem parar, enquanto q eles se aposentam, com apenas 4 anos de serviço. Quer dizer de corrupção. Sera q eles estão na reforma trabalhista e da previdência? Q vergonha.

  10. Trouxa
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 21:27 hs

    Eu continuo pagando impostos.

  11. Simone Luca
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 21:31 hs

    O que esperar desse país?
    Como levar a sério um deputado que faz isso. Como levar a sério todos os deputados? O que se pode fazer?
    Aí ninguém vota numa tranqueira dessas e ele acaba virando secretário, assessor ou sabe-se lá o que…

  12. Sandro Alberti
    segunda-feira, 12 de junho de 2017 – 21:42 hs

    Esse não é o cara que ganhou trocentas vezes na loteria?
    Vai ver que ganhou o avião também.

  13. Adriana
    terça-feira, 13 de junho de 2017 – 8:08 hs

    que desagradável!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*