Para inglês ver | Fábio Campana

Para inglês ver


A corrupção nacional e a promiscuidade reinante entre política e empresas rendeu ao Brasil reportagem no The Guardian de três páginas. Intitulada “Será esse o maior escândalo de corrupção de todos os tempos?”, a matéria conta em detalhes a Operação Lava Jato desde 2014 e suas consequências até aqui. “Era para o Partido dos Trabalhadores supostamente ser diferente. Ele foi eleito com a promessa de limpar a corrupção, mas logo foi engolido (pelo esquema). [A Lava Jato] ajudou a retirar o PT do comando e inaugurou uma administração que parece tão contaminada quanto, mas muito menos disposta a promover a transparência e a independência judicial. Há tantas acusações contra Temer e seus aliados que ele terá dificuldade de manter a Presidência até o final de seu mandato, em 2018″.

Os britânicos não mediram palavras para descrever o PMDB: “o maior partido do país, mas que nunca teve posição ideológica ou papel de liderança, preferindo fazer acordos para apoiar governos”, uma miscelânea de facções, de proprietários rurais conservadores e democratas urbanos a evangélicos nacionalistas e ex-guerrilheiros, cujo único terreno comum é o desejo de garantir o apadrinhamento, prestígio e propinas que vem com cargos de governo [esteve] envolvido em todos os casos de corrupção na história moderna do Brasil”.

E como se já não estivéssemos na lona, ainda há o mais preocupante, coisa que sabemos bem: para o Brasil iniciar a recuperação “vai depender não apenas de quem cair, mas de quem vem depois”.

Sem citar nomes futuros, o jornal teme que que o Brasil fique tão abalado que acabe proporcionando ou “uma teocracia evangélica de direita ou um retorno de um governo ditatorial”. Nós também!


4 comentários

  1. Maquiavel
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 12:27 hs

    Podemos compara com Curitiba:
    – o Fruet se aliou ao PT para conseguir vencer as eleições para a prefeitura. Venceu, mostrou toda a incompetência que só o PT sabe ter;
    – abriu caminho para um demagogo, de discurso populista (estilo Rei Quião) gostos elitistas, sem projetos, com idéias ultrapassadas e financiado por duas figuras de amplas estórias: Donato e Giovani…

    – Vai destruir Curitiba, talvez se aposente e coitado do próximo que assumir esta cidade.

  2. eleitor desmemoriado
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 12:42 hs

    Mais uma vez os ingleses vendo o que querem ver, Pindorama é uma terra sem jeito, ou seja, só os aqui nascidos conseguem viver de dar nó em pingo d`água, ninguém mais consegue esta façanha. Somos um país único porém com alguns tentando a todo custo nos imitar, até podem conseguir mas superar, jamais.

  3. BETO
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 15:08 hs

    É triste e lamentável o que estes políticos safados fizeram com o Brasil.
    O Vagabundo Lula da Silva que veio pra moralizar acabou aperfeiçoando o “modus robandis”. através de uma quadrilha muito bem montada e organizada. Não sou partidário nem penso como o Louco e alucinado SERGIO SILVESTRE por isso penso que estes ratos de esgoto, todos sem exceção devem apodrecer na cadeia mas antes tem que devolver o dinheiro roubado dos cofres públicos. Não vou negar que odeio o PT, tenho NOJO quando vejo a cara desse verme, desse Lixo, esse vigarista e língua de trapo Lula da Silva. É nojento demais ver a cara desse falastrão idiota esse fascista mais maluco que Stalin, Lenin ou Hitler. Esse porco so pensa no poder e que se f..da a povo.
    Lula, vc é o câncer do Brasil,

  4. Do Interior...
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 16:51 hs

    Descreveu com minúcias e precisão o PMDB velho de guerra. Quanto ao que vem depois, espero que não seja a esquerda escreavocata, depredadora de patrimônios e falidora de estatais e países.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*