Alvaro Dias avalia custo JBS & cia | Fábio Campana

Alvaro Dias avalia
custo JBS & cia


Lydia Medeiros

O caso JBS-Temer está levando parlamentares a realizar uma exumação nos empréstimos do BNDES, entre 2008 e 2014, quando o banco injetou dinheiro barato em empresas selecionadas pelos governos Lula e Dilma (os “campeões nacionais”) para que pudessem comprar outras empresas no exterior. Ontem, o senador Álvaro Dias (PV-PR) apresentou no plenário resultados de uma análise preliminar: em um período de seis anos, a União emprestou ao BNDES um total de R$ 716 bilhões. Como o Tesouro Nacional não dispunha do dinheiro, o governo foi ao mercado privado. Tomou recursos pagando juros de mercado, a 14,25% ao ano pela taxa Selic, e repassou à JBS, Odebrecht e outras empresas ao custo entre 5% e 6%, pela TJLP. Negócio de mãe para filho. O resultado, lembrou, é um subsídio sem precedentes, de R$184 bilhões. “A sociedade vai pagar por isso até o ano de 2060”, disse Dias. Faltam 42 anos para liquidar a conta.


3 comentários

  1. GUSTAVO
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 17:20 hs

    NOSSO PRÓXIMO PRESIDENTE…

    O MELHOR NOME PARA O BRASIL…

    GOVERNADOR ILIBADO…

    SENADOR ACIMA DA MÉDIA…

    NOTA 10.

  2. Zangado
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 17:47 hs

    As cifras são estarrecedoras e a PF, PGR e STF livram os açougueiros lesa-pátria dos crimes praticados; a quem aproveita? Perguntariam os romanos. Mas aqui por certo perguntaram os federais: por que não ?

  3. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 2 de junho de 2017 – 11:24 hs

    -Álvaro Dias mostrou os números do “benefício” do BNDES aos Batista Brothers e agora PGR e STF? Vão continuar “anistiando” bandidos???
    -O Judiciário homologou muito rápido o acordo de delação premiada sem se ater aos valores totais dos empréstimos….sem sombra de dúvidas, os irmãos Batista são caso de prisão!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*