Lirio Parisotto é condenado por agredir Luiza Brunet | Fábio Campana

Lirio Parisotto é condenado por agredir Luiza Brunet

Em sentença proferida nesta segunda-feira, 5, pelo Tribunal de Justiça São Paulo, o empresário Lírio Parisotto foi condenado a um ano de detenção pela agressão à modelo Luiza Brunet no ano passado. A condenação pronunciada pela juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti determina que o réu deverá ficar dois anos sob vigilância, sendo obrigado a cumprir serviço comunitário durante doze meses. As informações são de Veja.

“Nestes últimos meses, aprendi mais sobre solidariedade. Recebi, de homens e mulheres, apoio e carinho com uma força enorme. A todos, minha imensa gratidão. Não foi fácil me expor, nem será apagar as marcas que a violência me deixou. Mas o que, ontem, foi vergonha e medo, hoje, é força e uma certeza: seguir no combate à violência contra as mulheres. Dei um importante passo, tive coragem para mudar e sempre fiquei ao lado da verdade”, disse Luiza Brunet ao saber da sentença.

A acusação ocorreu após a atriz ser vítima de grave agressão por parte do empresário em maio do ano passado em Nova York. Na ocasião, Luiza teve quatro costelas quebradas, além de lesão no olho esquerdo.

A defesa de Lirio Parisotto deverá recorrer da sentença. Seu advogado Celso Vilardi, diz que, das três acusações feitas por Luiza Brunet, duas já foram afastadas pelo Poder Judiciário, e ” a última será objeto de recurso ao tribunal competente que, certamente, fará justiça e absolverá lírio Parisotto.”


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 10:20 hs

    Ele não é lírio que se cheire…

  2. Paulo Tadeu Macedo Neves
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 11:04 hs

    Porque será que tanto mexem nesse caso ?
    Só porque ele comprou boa parte da RBS TV e não deixou a globo comprar ?

  3. terça-feira, 6 de junho de 2017 – 13:05 hs

    SÓ VOU DAR UM CONSELHO Á VOÇES…SE QUEREM CASAR COM UMA JOVEM..30 ANOS MAIS NOVA..AGUENTA AS CONSEQUENCIAS;;;;;;;;;;;E PONTO FINALL

  4. Azedo
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 15:06 hs

    Larga o machismo, Pedro Girardi! A consequência é somente dele por ter sido violento com a mulher. Não importa a idade dela, importou mesmo foi a selvageria dele. Ele é o tipo de “homem” que faria isso até com a própria mãe ou a filha!

  5. Maquiavel
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 17:59 hs

    Estória exquisita…outrora foram divulgadas gravações dela implorando para que ele a recebesse…Depois ele quebra-lhe as costelas…acredito que se investigassem a fundo, iria sair um coelho desta cartola…

  6. SOLANGE LOPÉS
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 18:49 hs

    Em minhas pescarias no Pantanal eu tomo um cuidado redobrado quando fisgo uma piranha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*