Gaeco prende 8 que recebiam propina para facilitar alvarás | Fábio Campana

Gaeco prende 8 que recebiam propina para facilitar alvarás

O Ministério Público, através do Gaeco, deflagrou na manhã de hoje, a Operação Al Barã, que investiga irregularidades na concessão de alvarás e licenciamentos pela Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. A investigação refere-se a fatos ocorridos no segundo semestre de 2016.

Foram expedidos pela 13ª Vara Criminal da capital oito mandados de prisão temporária, relacionados à divisão de propinas recebidas em troca de regularizações, sete mandados de condução coercitiva, que envolvem pessoas que buscaram o grupo para facilitar a concessão dos documentos, e 12 mandados de busca e apreensão realizados em salas da Secretaria Municipal e em residências. Os mandados foram cumpridos em Curitiba e Colombo.

De acordo com o Gaeco, um grupo de pessoas ligadas a funcionários já demitidos da Secretaria teria recebido vantagens indevidas para facilitar trâmites burocráticos para liberação de alvarás e licenciamentos e para transferência de imóveis. A operação apura, ainda, se tais pessoas efetivamente interferiam nas autorizações ou se apenas solicitavam e recebiam dinheiro a pretexto de auxiliarem nas liberações.

A investigação envolve ex-funcionários, funcionários, intermediários e particulares por crimes de associação criminosa, concussão, corrupção ativa, corrupção passiva e tráfico de influência.


4 comentários

  1. Marco Nascimento
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 11:16 hs

    Queremos saber os NOMES deste pessoal corrupto !

  2. Josué Marcone Ferreira
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 11:18 hs

    Vi agora no site da Gazeta do Povo que Reginaldo Cordeiro que foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento. Amigo intimo de Gustavo Fruet ele era conhecido na área de alvarás quando na gestão de Fruet foi Secretário de Urbanismo. Muito sério isso.

  3. Franscisco Nascimento
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 13:30 hs

    Mas este Fruet não era contra corrupção? Contra acordos? E agora o tal Reginaldo ex secretário de urbanismo de Curitiba, encontrá-se como secretário de urbanismo em araucária, que situação para o prefeito desta cidade hein. Se o gaeco quiser, só ver evolução do patrimônio e o imóvel que este tal Reginaldo mora hoje.

  4. Marco Nascimento
    quinta-feira, 1 de junho de 2017 – 13:55 hs

    Não é a toa que a área de alvarás era a mais parada de toda a prefeitura, negavam tudo, desde que não fosse da tchurma !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*