Futuro da Lava Jato em jogo | Fábio Campana

Futuro da Lava Jato em jogo

Conforme publicou o Estadão, irá a debate no plenário da Corte como uma questão de ordem apresentada pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, diante de críticas ao perdão judicial concedido aos delatores do Grupo J&F, holding da empresa JBS. A Corte também julgará um pedido do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), que diz que Fachin não deveria ter sido nomeado relator da JBS por prevenção, como foi, e que deveria ter havido sorteio entre todos os ministros.


Um comentário

  1. admilson reis guassu
    quarta-feira, 21 de junho de 2017 – 14:47 hs

    TINHA QUE SER DO PARANÁ, ESSE VELHO BABÃO

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*