Falta polícia no Parque | Fábio Campana

Falta polícia no Parque

Assaltos, roubos, agressões a frequentadores. A grita é geral e aumenta. O Parque Barigui está com áreas escuras, sem iluminação, as câmaras de vigilância sem manutenção. Os pontos críticos são as pontes, estacionamentos, e a região situada entre as avenidas Cândido Hartmann e Manoel Ribas.

O deputado Ney Leprevost enviou expediente oficial para a prefeitura de Curitiba pedindo mais iluminação, manutenção das câmeras de segurança e a intensificação do patrulhamento de guardas municipais no Parque Barigui. Até agora não teve resposta como, aliás costuma acontecer.


4 comentários

  1. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 11:48 hs

    -Mas cadê as ações de campanha prometidas pelo prefeito eleito Rafael Greca??? Não seria estelionato eleitoral prometer durante a campanha e não efetivá-las após eleito???
    -Como sempre a classe política vive de demagogia e não tem interesse algum em resolver os problemas da população…depois reclamam dos baixos índices de aprovação, mas na verdade deveriam ser apeados do poder à tapas, pois prometem o que não sabem ou não tem conhecimento!!!
    -E assim caminha o Brasil aos trancos e barrancos. Sempre correndo atrás do leite derramado e sem perspectivas de reformas concretas e que mudem o “mecanismo” inoperante para o povo e ótimo para alguns especuladores…é assim nos municípios, nos estados e em esfera maior no poder em Brasília…

  2. Maquiavel
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 12:12 hs

    O dep Ney Leprevost deveria cerrar fileiras junto aos servidores municipais, quiçá assumir a dianteira da oposição ao greca…

    Afinal, sempre pode beliscar aquela segunda vaga ao senado

  3. FUI !!!
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 15:48 hs

    Do jeito que a segurança pública anda o que falta é policiamento
    ostensivo.

  4. draga
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 16:53 hs

    A prefeitura precisa verificar o contrato de manutenção do parque, pós privatização, que permite ao Positivo e JMalucelli, operarem o centro de exposições, para ver de quem é a responsabilidade pela dragagem do lago.
    qualquer chuvinha está alagando as redondezas do parque.
    tá certo que o parque nasceu para ser uma área de escape, para ser alagada evitando prejuízos para as pessoas, mas perde muito da utilidade nesse caso se o rio e o lago permanecerem assoreados como estão.
    já tem carpa criando pernas para o dia que o lago secar, depois das chuvas de junho….. kkkk.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*