Dúvidas sobre Benedita da Silva | Fábio Campana

Dúvidas sobre Benedita da Silva

Foto: Senado Federal

Seria uma força de expressão de Benedita da Silva a fala sobre “derramamento de sangue” no congresso da UnB na semana passada? Sim? Não?
Vamos pensar nas duas hipóteses.
Se foi apenas um amontoado de palavras estúpidas sem sentido literal, por que que o pessoal do politicamente correto, que gosta de falar presidenta, que vive por aí a cercar com censura fora de hora qualquer fala alheia, não se manifestou sobre isso?
E se, ao contrário, foi para valer, foi, de fato, a convocação para enfrentamentos violentos, destruição, mortes, por que Benedita não é chamada às falas, porque a Justiça não reclama explicações?
Se um opositor do PT, ainda que em conversa informal, o que não foi o caso de Benedita, falasse nos mesmos termos, calcule a reação.
Se de um lado temos a polícia enlouquecida em protestos e de outro, líderes de manifestantes se pronunciando desta maneira, parece que de agora em diante, o termo “manifestações pacíficas” perderá o sentido no país.

Benedita da Silva tem vasto currículo político: vereadora, deputada, senadora, secretária de Estado, ministra.
Foi vice-governadora na chapa de Anthony Garotinho no Rio de Janeiro, teve contas reprovadas pela Lei de Responsabilidade Fiscal em 2002 (ano em que assumiu o governo do Rio); foi secretária, com status de ministra, da Secretaria Especial da Assistência e Promoção Social, no governo Lula, e quando saiu, girava em torno dela uma polêmica, após usar recursos públicos em um evento religioso na Argentina. Devolveu o valor das diárias e das passagens após o caso ser divulgado pela imprensa. Ela foi também secretária de Assistência Social e Direitos Humanos no governo de Sergio Cabral. E em 2015 a justiça a condenou ao ressarcimento de R$ 32.094.569,03 referentes a dano causado ao patrimônio público, quando era gestora da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, por fraudes em convênios entre a Fundação Darcy Ribeiro (FUNDAR) e ONGs com o Ministério da Justiça.


14 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 19:53 hs

    Citou a bíblia que, seguramente, não é a que o mundo cristão conhece. O deus da bíblia lá dela, definitivamente, não é o Deus da cristandade. Sei não. Será que anda cheirando?

  2. clarice franze
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 20:20 hs

    CRUZES…..A BENEDITA RESSUSCITOU?

    PENSEI QUE TINHA FALECIDO…..NINGUEM FALAVA MAIS NESTA DAI….

    RESSUSCITOU FALANDO BESTEIRAS…E PRECISO QUE OS ELEITORES VEJAM BEM ONDE DEPOSITA SEUS VOTOS, A MULHER QUER BRIGA, SANGUE, QUER QUE BRASILEIROS AGRIDAM E ATÉ MATEM .

    EM UM PAÍS COMO O BRASIL, QUE LUTA POR DIREITOS DE IR E VIR, LIBERDADE DE EXORESSÃO..PENSEM BEM… ESSA MULHER É LOUCA DE PEDRA.

  3. SOLANGE LOPÉS
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 21:00 hs

    É este tipo de politicos que o PT criou. Frango, charuto e pinga na encruzilhada.

  4. segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 21:27 hs

    Será o Benedito……não, é a Benedita mesmo

  5. TOLEDO
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 22:00 hs

    Parreiras, acorda, pare de cheirar as meias.

  6. Helena
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 22:30 hs

    E os do direitos humanos não vão tomar providências e os da Defensoria Pública também não? Ha ela é do PT, seus brincalhões vão te catar.

  7. Edson
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 23:29 hs

    Imaginem se o Bolsonaro tivesse dito isso!

  8. JÁ ERA...
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 5:23 hs

    Esta é o padrão de política que recheia o nosso país. Se não bastas-
    se pertencer ao PT, só prega a violencia e greve geral. Pior é que um
    país de imbecis votaram nesta anta.

  9. AMO
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 5:46 hs

    Isso é mãe, isso lê a bíblia, isso tá preocupada com aquele jovem (otario) que perdeu a mão semana passada, resumindo, isso é ser humana, volta pros profundezas do inferno sua diaba, de onde nunca deveria ter saído.

  10. Do Interior
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 9:30 hs

    Reza na bíblia do capeta.

  11. Jotinha
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 13:46 hs

    Claro que essas bagunças, essas quebradeiras, esses estragos, esses prejuizos tanto para o setor público quanto para o privado é incentivado por eles; depois vem com aquela conversinha de que a Policia agrediu, que o fascismo, que vão pedir indenização é aquele papo furado.

  12. Dionleno Silva
    terça-feira, 6 de junho de 2017 – 17:31 hs

    Bandida

  13. Maria José de Assis Carvalho
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 11:44 hs

    Senhora Benedita da Silva, além de faltar com o respeito ao livro sagrado que é Bíblia, ainda está plagiando o ex presidente Figueiredo? O ex presidente Figueiredo disse que se um dia O PT subisse ao poder só sairia de lá com derramamento de sangue, pois ele previu o que o PT ia fazer com o Brasil, transformá-lo em uma situação caótica. E a realidade mostra que ele estava coberto de razão.

  14. EUDENOVO
    quarta-feira, 7 de junho de 2017 – 16:24 hs

    Ninguém diz isso só de brincadeira num ambiente daqueles.Ela falou sério,e querendo ou não,é o que está acontecendo.Está em pleno desenvolvimento uma guerra híbrida contra nosso pais e nossa sociedade,e por ser nessas condições é que o povão ainda não se deu conta.A pior parte nisso tudo é que nossos inimigos são os que estão no poder,e estão providenciando que assim seja.Sem a intervenção militar é quase impossível evitar a comunização do Brasil que começou com a construção do DF e culminou com a chegada da ORCRIM ao poder.A esquerdalha criou uma revolução colorida,e se não for interrompida,vai desaguar num grande banho de sangue,porisso temos que apoiar uma intervenção já,antes que seja tarde.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*