Déjà vu | Fábio Campana

Déjà vu

Do Celso Nascimento:

Com a recessão, a arrecadação diminuiu e as despesas continuaram crescendo, tudo agravado pelas dívidas deixadas pela gestão anterior. Por isso, não é possível fazer os investimentos em serviços e infraestrutura que Curitiba precisa.
Você saberia dizer se essa notícia é de 2013 ou de 2017? Se ela foi dada pelo ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT) ou pelo atual, Rafael Greca (PMN)? Se você marcou as duas alternativas como corretas, acertou em cheio: ambos, ao longo dos respectivos períodos (o primeiro, durante quatro anos; o segundo, já nesses seus primeiros meses), fizeram uso do mesmo discurso. O segundo está plagiando o primeiro.


2 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 13:01 hs

    O poder publico abandonou o estado,gasta-se tanto com altos funcionários e corrupção que não sobra dinheiro nem para o básico,só se fala em aumento de tarifas o ano inteiro e o cidadão nas mãos de uma quadrilha organizada perece trabalhando feito doidos para tratar de uns malandros orbitantes da politica.

  2. Maquiavel
    segunda-feira, 5 de junho de 2017 – 14:53 hs

    Não sei quanto recebia o motorista do Fruet…se é que ele tinha um.

    O do greca recebe mais de 20.000 por mês…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*