Como o Planalto vê a divisão do STF | Fábio Campana

Como o Planalto vê
a divisão do STF

Guilherme Amado, O Globo

O Palácio do Planalto considera acertada a estratégia de atacar Fachin.

Na conta do Planalto, o STF estaria dividido em dois grupos. Num, Cármen Lúcia, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. No outro, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

Rosa Weber e Luiz Fux seriam, nas palavras de um dos assessores mais próximos de Temer, “satélites” do primeiro grupo, mas não 100% fechados com Cármen, Fachin e Barroso.

A missão do governo, agora, seria trabalhar para levar Celso de Mello, Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski para perto do segundo grupo e, assim, fazer a maioria de Michel Temer.


Um comentário

  1. joao
    sexta-feira, 9 de junho de 2017 – 10:21 hs

    O ricardo é o mais facinho…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*