Cármen Lúcia protesta contra devassa na vida de Edson Fachin | Fábio Campana

Cármen Lúcia protesta contra devassa na vida
de Edson Fachin

Em nota divulgada neste sábado, 10, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, afirma que “é inadmissível a prática de gravíssimo crime contra o STF, contra de democracia e contra as liberdades, se confirmada informação de devassa ilegal da vida de um de seus integrantes”. Reportagem de VEJA desta semana informa que o governo, em ofensiva contra a Lava Jato, acionou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para bisbilhotar a vida do ministro Edson Fachin, relator do inquérito aberto contra o presidente Michel Temer por corrupção, organização criminosa e obstrução de Justiça.

“Própria das ditaduras”, continua Cármen Lúcia, “como é esta prática, contrária à vida livre de toda a pessoa, mais gravosa é ela se voltada contra a responsável atuação de um juiz, sendo absolutamente inaceitável numa República Democrática, pelo que tem de ser civicamente repelida, penalmente apurada e os responsáveis exemplarmente processados e condenados na forma da legislação vigente”.


8 comentários

  1. A VOZ DO POVO
    sábado, 10 de junho de 2017 – 16:30 hs

    Querida Ministra, desde quando aqui no Brasil existe democracia. A não ser que a democracia seja tudo de bom para poucos, inclusive para os Ministros do STF, e tudo de ruim para a grande maioria.

  2. Tostão
    sábado, 10 de junho de 2017 – 18:57 hs

    Bruxa

  3. sábado, 10 de junho de 2017 – 18:58 hs

    DESDE DE Q O PROCESSO NÃO CAIA NA MÃO DO JUIZ INJUSTO, Q DEU O ÚLTIMO VOTO, DO PROCESSO DILMA/TEMER.

  4. Luiz Eduardo
    sábado, 10 de junho de 2017 – 21:26 hs

    Mas na vida do macabro Temer não foi feita nenhuma devassa. Foram aparecendo fatos de 4 anos para cá, sem devassa, mas sim, com a maior naturalidade. Imagine então uma devassa em toda vida pública deste crápula?

  5. SR. EUDES
    sábado, 10 de junho de 2017 – 21:30 hs

    POR FAVOR, QUE ESSA BESTIALIDADE NÃO VAZE PARA A IMPRENSA INTERNACIONAL E NEM PARA GOVERNANTES DE OUTROS PAÍSES. É VERGONHOSO, INDECENTE, ATITUDE ABESTALHADO O FATO DE O GOVERNO (QUEM ?) QUERER INIBIR O ALTO ESCALÃO DA JUSTIÇA DO BRASIL A FIM DE AVERIGUAR AS ATITUDES SUSPEITAS DE QUEM QUER QUE SEJA, MUITO MENOS DE TEMER. AFRONTA À CONSTITUIÇÃO. MOTIVO DE CHACOTA PARA ATÉ O MAIS IGNÓBIL QUE, EVIDENTEMENTE, VAI CONCORDAR COM A NECESSIDADE DE A LAVA JATO ACIONAR A ABIN !!!.

  6. Macambúzio
    sábado, 10 de junho de 2017 – 22:18 hs

    Campana, e aquela história ESCABROSA que Reinaldo Azevedo informa, de que Fachin esteve num jantar NA CASA DO JOESLEY, quando já era relator da Lava Jato, de onde saiu às 6 da manhã e com a presença de Renan!!!

    Se isso for verdade, Fachin estava EM CONLUIO com o bandido da JBS, onde tramaram aquelas GRAVAÇÕES para pegar Temer e Aécio!!

  7. FUI !!!
    domingo, 11 de junho de 2017 – 5:54 hs

    A nossa vida virou um saco de pancadas desde que o PT asumiu
    o poder. Para os mais “inocentes” do povo a maquiagem que o PT
    fez na economia produziu uma sensação de paz e na calada da noite
    montaram tudo para que saqueassem o nosso dinheiro. Se hoje fica
    ou não o Temer e se houve o acionamento da Abin, o nosso maior
    problema é que não temos governantes decentes para ocupar o car-
    go de Presidente da República. Tudo que se fez para que o Temer
    caísse fora terminaria nas mãos sujas do PMDB. Estamos perdidos.

  8. Brazil
    domingo, 11 de junho de 2017 – 15:55 hs

    Minha senhora! No dos outros é refresco, não é mesmo?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*