Brasil desigual | Fábio Campana

Brasil desigual

“O Brasil é um dos países com maior índice de desigualdade no mundo. Quase dois terços dos brasileiros têm renda mensal média inferior a dois salários mínimos e cerca de 45 milhões de pessoas recebem apenas um salário. Por outro lado, 5% da população se apropria de metade de toda a renda nacional. Apenas seis pessoas possuem riqueza equivalente à dos 50% mais pobres” – trecho do artigo de Katia Maia e Odeb Grajew publicado nesta quinta-feira, 15, na Folha de S. Paulo.


6 comentários

  1. VISIONÁRIO
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 15:36 hs

    Exatamente esta grande maioria que recebem abaixo de dois sa-
    lários mínimos é que possuem a arma mais poderosa na mão que
    é o título do eleitor. Se não usam corretamente e votam no PT que
    se danem !!! Voces acham que os grandes empresários e ricos de
    fato estão ligando para esta turma !?

  2. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 16:17 hs

    O maior chuncho do Brasil tá nessa divida interna onde 20 mil familias detêm a independência do Brasil,eles faturam por ano perto de 350 bilhões em juros,mas por que governos não congelam isso por 5 anos,seria a redenção do Brasil,imaginem investir 1.75 trilhões em hospitais estradas e infra estrutura.,

  3. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 5:57 hs

    SS deveria incluir a fábrica de empresários de sucesso – estupidez lulodilmista, que consistiram no sorteamento de gente como Eike Batista e Joesleys da vida para nadar de braçadas na dinheirama do BNDES, seu, inclusive, ô abobado.

  4. FUI !!!
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 6:01 hs

    O Brasil se tornou desigual e aumentou imensamente as diferenças
    sociais há décadas por um erro estratégico da mentalidade do povo
    brasileiro. O governo tem culpa sim, porem o povão menos instruído
    embarcou de cabeça na onda do socialismo propagado pelo PT. Ne-
    nhum povo socialista pelo mundo é feliz. No Brasil o povão começou
    a sentir na carne o que é baixar de nível e ver que o Lula pregava
    que elevou o nível do pobre apenas fazendo o cara subir alguns de-
    graus a mais na escada da vida. O que o Lula não avisou é que a
    escada que ele deu era de madeira e quase podre…

  5. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 10:13 hs

    Quer dizer que quando o Lerner deu bilhões para instalar em Curitiba a Renault foi também dinheiro jogado,o BNDS deu dinheiro para os Batista e eles retornaram com centenas de milhares de empregos,os 2 bilhões ou mais que foram financiados é merreca perto dos empregos e impostos que eles proporcionaram,o custo beneficio do financiamento dos Batistas retornaram muito mais que os da RENAULT.

  6. sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 11:17 hs

    Sergio, tudo que se falou,é lá fora né?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*