'Minha especialidade é matar', diz Bolsonaro | Fábio Campana

‘Minha especialidade é matar’, diz Bolsonaro

Durante coletiva em Porto Alegre, o deputado Jair, Bolsonaro foi questionado por um jornalista sobre a quantidade de projetos seus que foram aprovados na Câmara ao longo de sua trajetória no cargo.

Bolsonaro disse que aprovar um bom projeto em um mandato já é uma “grande coisa” e citou a substância que ficou conhecida como “pílula do câncer”.

“Estive à frente para aprovar a fosfoetanolamina. Cura ou não cura, não sei. Sou capitão do Exército, a minha especialidade é matar, não é curar ninguém. Mas apresentei junto com mais alguns colegas e aprovamos. Dá certo ou não dá? Vamos dar a chance daquele que tem o dia marcado para morrer tomar a pílula.”

Mais tarde, foi questionado sobre a declaração e falou: “Se eu não fosse preparado para matar, eu não seria militar. Você teria jogado dinheiro fora”. As informações são da Folha de S. Paulo.


9 comentários

  1. PIMENTA PURA
    sábado, 1 de julho de 2017 – 7:07 hs

    Declaração idiota de um outro imbecil como o Bolsonaro. Mais pa-
    rece o Fernandinho beira mar falando…

  2. Parreiras Rodrigues
    sábado, 1 de julho de 2017 – 9:14 hs

    Um “Trump” fardado. Já se dizia que o coturno nunca conviveria com um diploma.

  3. Poodle
    sábado, 1 de julho de 2017 – 9:50 hs

    Ai, Ui, não fala isso, Bolsomito! Matar não pode!! Só bandido que pode!

  4. Geraldo Martins
    sábado, 1 de julho de 2017 – 10:36 hs

    Então né… Um candidato a presidente da República não pode ter esse tipo de comportamento, acho deve ter mais cuidado com aquilo que fala.

  5. Rr
    sábado, 1 de julho de 2017 – 15:48 hs

    Se elegendo e eliminando o lixo esquerdista,vira herói nacional,já é um mito.

  6. WILLIAN
    domingo, 2 de julho de 2017 – 11:50 hs

    Lula matou muito mais na fila do SUS e os esquerdopatas tiram um trecho de frase do contexto para falar mal de uma pessoa que é honesta, a favor de cidadãos de bem e não desses militontos e do idiota politicamente correto!!!

  7. EUDENOVO
    domingo, 2 de julho de 2017 – 12:57 hs

    Bolsonaro é o terror da bandidagem,principalmente os comunistas.Com Trump botando pra quebrar com os Castro e maduro,o resto da América pode ficar por nossa conta.Matar bandidos não é um direito,é uma obrigação.O Brasil precisa de uma faxina social.Pessoas de bem morrem diariamente nas mãos de bandidos que não sevem para nada.inocentes morrem nos hopitais por falta de recursos porque são desviados pelos politicos.A educação está um lixo e nossas fronteiras estão arregaçadas.Taí a razão do povo de bem garantir a eleição de Bolsonaro.Suas propostas mostram tudo o que é preciso para melhorar nosso pais,E vamos fazer isso funcionar,começando pela remoção do entulho comunista e terminando no desmantelamento das quadrilhas que atuam fora do congresso e dentro também.
    É bom JAIR se acostumando.

  8. QUESTIONADOR
    domingo, 2 de julho de 2017 – 20:35 hs

    -Como dizia o presidente Michel Temer: “Tem que manter isso, viu!!”
    -É isso aí Bolsonaro, chega da turminha do mimimi…é chute de coturno na bandidagem….
    -E para os leitores “mais sensíveis”: militar é treinado para matar mesmo!!! Não se vai para guerra distribuir rosas para os inimigos!!!
    -Este negócio do GF chamar o Exército para patrulhar ruas e revistar presídios soa a picaretagem. Forças Armadas são preparadas para a guerra. Claro que eles não se negam à ajudar e à cumprir a missão dado pelo Presidente. Mas é matar mosca com bala de canhão!!!

  9. Helena
    terça-feira, 4 de julho de 2017 – 0:04 hs

    Poderia matar políticos ladrões e corruptos, que são assassinos em potencial de todos os brasileiros que sofrem e morrem por falta de saúde publica, segurança e educação. O mínimo que merecem são 30 anos de cadeia,e sem redução da pena.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*