Bater em jornalista faz parte do jogo? | Fábio Campana

Bater em jornalista
faz parte do jogo?

Porta-voz do prefeito de Curitiba, Rafael Greca de Macedo, diz que a polícia bater em jornalista que faz a cobertura de manifestações populares faz parte do jogo. Faz Parte? Que jogo? Ora, quem defende a polícia bater na imprensa certamente tem convicções antidemocráticas inadmissíveis para quem se ocupa da relação do prefeito com os profissionais que informam a população. O caráter do governo de Greca fica sob suspeição, além de beirar o grotesco, pois essa posição sempre foi defendida por gente de inspiração fascistoide, como o próprio Mussolini, o generalíssimo Alfredo Stroessner e, mais recentemente, os bolivarianos do naipe de Maduro, da Venezuela.


3 comentários

  1. Maluco
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 13:16 hs

    O que ele quis dizer é que, no calor dos sopapos, os puliça têm dificuldade em distinguir jornalistas de honestos manifestantes desta Capital!! Ou véci-virsa!!! Aí, na dúvida, todos levam sopapos! E tamos conversados, né Greca, meu herói!! Cabra macho!! SQN!!

  2. terça-feira, 27 de junho de 2017 – 16:41 hs

    Respeito o jornalismo e o funcionalismo, mas os jornalistas abusam nestas coberturas. Loucos pra serem atingidos e passar por vítimas.
    Quanto aos manifestantes pegaram uma grade e prontos para atacar os policiais receberam tiros de bala de borracha nas pernas.
    sem essa contenção, matariam os policiais e
    A imprensa fica incentivando esse tipo de manifestação criminosa.

  3. Azedo
    terça-feira, 27 de junho de 2017 – 17:01 hs

    JORNALISTA QUE APANHA DE POLÍCIA EM “MANIFESTAÇÃO” É PQ DEU UMA DE FOCA E FICOU ONDE NÃO DEVIA. NA PRÓXIMA APRENDE.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*