Auditoria do TCU vai levantar salários acima do teto nas estatais | Fábio Campana

Auditoria do TCU vai levantar salários acima do teto nas estatais

O Tribunal de Contas da União determinou a abertura de auditoria na folha de pagamento de todas as empresas estatais, como o BNDES, para apurar se há desobediência ao teto constitucional no desembolso dos vencimentos. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (14). O TCU quer que o levantamento seja feito de maneira detalhada: ordenou que, além do valor final, a auditoria aponte a composição salarial, discriminando adicionais por função comissionada, por exemplo. As informações são da coluna Painel na Folha de S. Paulo.


5 comentários

  1. olga elizabeth belai cezar
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 14:19 hs

    E precisa levantar, so perda de tempo. Estao cansados de saber que tem funcionarios da Justica, dos Estados, da Uniao dos Municipios, que ganham ate dez vezes mais, Ninguem faz nada, e perda de tempo.

  2. JOHAN
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 15:56 hs

    Caro FÁBIO, essa medida anunciada pelos membros do TCU é mais uma daquelas que a imprensa delira em informar, cria expectativa na sociedade contudo passado 03 dias todos esqueceram e mais 90 dias cancelaram a medida e fica tudo como está desde sempre. O que falta é caráter, dignidade para esses dirigentes que brincam com a confiança da sociedade. A sociedade organizada poderia desenvolver uma entidade para apenas cobrar resultado a cada 30 dias apenas das medidas anunciadas para comprovar a incompetência e má fé dos gestores e dos funcionários responsáveis pelas empresas estatais. Atenciosamente.

  3. Nunes
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 23:07 hs

    O TCE se for firme mesmo tem que observar aqui nas estatais das Araucárias.

  4. Nunes
    quinta-feira, 15 de junho de 2017 – 23:08 hs

    Também tem que somar os valores recebidos pelas “autoridades” nos Conselhos. Tem gente recebendo por mês mais de R$ 100 mil. Vocês acreditam?

  5. Jotinha
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 22:38 hs

    As empresas Públicas, também conhecidas como Sociedades de Economia Mista somente se submete ao teto de remuneração se receber recursos totalmente do Estado para custeio, não é o caso daquelas que sobrevivem exclusivamente com recursos proprios (gerado pela propria prestação do serviço); se equipara ao setor privado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*