A PF ESTÁ NA JBS | Fábio Campana

A PF ESTÁ NA JBS

Segundo a revista Veja, a Polícia Federal está na cola dos negócios do Joesley Batista, o que não deixa de ser uma boa notícia, desde que não seja apenas uma forma de aplacar a irritação do País com o acordo de mãe para filho feito pela PGR com a benção de Edson Fachin.

“A ação foi deflagrada pouco depois das 10 horas da manhã. Os agentes estão na sede da JBS e também da FB Participações, outra empresa controlada pela família. Os investigadores apuram se os controladores do conglomerado obtiveram lucros com a compra de dólares e a venda de ações do grupo às vésperas de virem a público informações sobre a delação premiada.”


Um comentário

  1. Olmir
    sexta-feira, 9 de junho de 2017 – 11:23 hs

    Faz parte é do sistema, é bom que se investigue, apurem, ….. O fato é que que controladores é uma coisa e os controlados é outra, “se vê nas mais diversas mídias, são raras essas separações e ou distinções, e ou quem os tidos como bandisos são apenas alguns poucos, que apesar de serem os controladores, não são os donos do pensamento do coletivo das referidas empresas,…. mesmo até mesmo os players estatais no capital de tais empresas não podem ser considerado que são controlados e o simples submissos a tudo e a todos os feitos dos controladores, cada um tem sua parte nas responsabilidade, e tal como esta ocorrendo no momento as apurações continuam e devem dar um “veredito” mesmo nas ocorrências do antes e do pós se afastarem do conselho de administração, é espera, o tempo e as investigações podem responder a maiorias das nossas indagações e até mesmo nortear o rumos para o futuro da empresa e de outras, até mesmo dos mais diversos setores e nada a haver com as presentes ocorrências. o fato atual é que até uma pequena quantidade de água no copo pode gerar e ou fazer uma tempestade, nessas horas as coisas sempre são assim, são coisas até tida como”normais”, a lucidez, razão e os direitos devem sempre prevalecer.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*