A casa da sogra | Fábio Campana

A casa da sogra

A vida de Michel Temer só piora. O mais recente item para sua lista de preocupações e para o rol de explicações é a notícia de que o chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo e tesoureiro do PMDB, Arlon Vianna, teria participado, a pedido de Temer, da reforma na casa da sogra do presidente, Norma Tedesco, em 2014.
Parece que o caso não tem nada de escandaloso ou preocupante, mas dentro do mar de escândalos em que o presidente navega, é mais uma onda que faz volume para afundar sua canoa.
Segundo reportagem do G1, Temer escalou Vianna para indicar profissionais que fizessem a pintura, limpeza e consertos no imóvel em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. O Planalto confirmou que ele participou da escolha dos trabalhadores, para pequenos reparos. “Não indiquei empresa. Indiquei, se não me falha a memória, um pintor. Que nem sei onde está. Estou até procurando ele para ele esclarecer. Um pintor, um pedreiro, uma coisa assim. Parou aí. Nem me recordo direito. Pintor ou pedreiro. É a mesma pessoa. Se você vai fazer uma reforminha, tapar buraco, uma pessoa só. Foi até junto com o pai dele. Me parece”, disse Vianna. Ele também afirmou que não pagou pela obra. O Planalto informou que quem a bancou foi o presidente.


3 comentários

  1. Palpiteiro
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 13:46 hs

    Casa da sogra, casa da dinda, casa do sitio, apartamento da praia… será que as autoridades de investigação são tao incompetentes que nunca conseguem nada de relevante?

  2. Tayco
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 14:50 hs

    O Temer…
    Faça uma consulta com o Ezequias Moreira.
    Ele é “expert” em safar-se de problemas com a sogra.

  3. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 16 de junho de 2017 – 17:51 hs

    Pau de Galinheiro,mas voces queriam ele e agora estão com saudades do Lula né cambada,…não estão?Sadomasoquistas rsrsrsrsrsrsrsr

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*