Yared pede demissão na Itaipu | Fábio Campana

Yared pede demissão
na Itaipu

Gilmar Yared, marido da deputada Christiane Yared (PR), comunicou nas redes sociais que vai pedir demissão do cargo de assistente administrativo da Itaipu Binacional. “Gostaria de comunicar que nesta quarta-feira estarei entregando o meu pedido de exoneração à Itaipu após pouco mais de 10 dias de trabalho”, disse Yared em grupo de whatsapp.

A decisão de Yared pode não ter sido voluntária. Sua mulher, a deputada Christiane Yared votou contra a reforma trabalhista e o Planalto está exonerando todos os indicados dos deputados infiéis da base do governo Temer.


15 comentários

  1. pato-branquense
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 14:50 hs

    Acho que o estrago na imagem política já está feito. Penso que não deveria nem ter aceitado o cargo. Passou a impressão a todos de que a deputada já aprendeu com os erros dos seus colegas, infelizmente. Pode ser até que seja boa pessoa, mas acho que errou ao entrar nesse jogo…

  2. quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 15:05 hs

    mas não vai se “aposentar” né? com DEZ dias de labuta incansável .

  3. Juca
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 15:47 hs

    Pouco mais de 10 dias de trabalho? Quem disse que cabide de emprego significa trabalho?

  4. AMO
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 16:00 hs

    Se boa parte dos políticos do Paraná causam náuseas, essa senhora causa despreso, usou uma tragedia familiar pra se eleger, e agora usa o mandato pra fazer o mesmo que as raposas da política fazem.

  5. Valmor Lemainski - Cascavel
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 16:02 hs

    Que decepção com essa deputada Yared… Farinha do mesmo saco político. É o que dá as pessoas votarem pelo coração, deixando de lado a razão…

  6. Chico Fera
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 16:04 hs

    Não deveria nem ter ido, entram na politica depois ajeita a família em cargos de comissão. ABSURDO!

  7. Birn Neto
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 18:02 hs

    A deputada, esposa do Sr. Gilmar Yared, votou contra a reforma trabalhista. E o governo prometeu exonerar todas as indicações de 25 deputados federais, considerados infieis. A pergunta que não quer calar é se o pedido de exoneração tem a ver com isso. Se tem, não vejo nenhum mérito, pois ele estaria apenas se antecipando ao que vem pela frente.

  8. quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 18:37 hs

    Esta Deoutada e malandra,usou o cadáver do filho para se eleger vergonha

  9. quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 19:40 hs

    Esse pessoal quando é demitido diz que pediu pra sair. Essa é boa. A volta dos que foram e não ficaram.

  10. Fiora Neto
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 19:55 hs

    BALELA, ELE FOI DEMITIDO POR TEMER… MAS ANTES DE SAIR NO DIARIO OFICIAL, ELE QUER SAIR DO BONZINHO… TUDO PICARETA…

  11. ELEITOR CURITIBANO
    quarta-feira, 3 de maio de 2017 – 20:01 hs

    Vergonha.Tudo em beneficio da clã.Empregar a família é a meta.O povo que se dane.

  12. Francis
    quinta-feira, 4 de maio de 2017 – 10:48 hs

    É muita cara de pau dessa laia! Se acostumaram a mentir e a tirar proveito de toda e qualquer situação. Mas, esperar o que de quem se beneficiou de tragédia???

  13. polaco
    quinta-feira, 4 de maio de 2017 – 11:38 hs

    PEDIU A CONTA RSRSRSRS CONTA OUTRA SEU DEMITIDO.

  14. Mineirinho da XV
    quinta-feira, 4 de maio de 2017 – 18:08 hs

    Levou um monte de pau quando entrou e agora quando sai leva mais um monte de pau da galera. Que fiasco seu Yared e dona Yared. Tem muita gente, mas muita gente arrependida de ter votado na senhora. Ano que vem tem eleiçao e ninguém vai esquecer de toda essa palhaçada.

  15. iri
    sexta-feira, 5 de maio de 2017 – 16:56 hs

    Essa é mais uma prova de que: fora quer estar dentro e dentro faz de tudo para ficar custe o que custar, aprendeu rápido, já se elegeu levantando a bandeira de vítima e agora levanta a bandeira de apenas mais um lá dentro em prol dos seus.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*