"Time" elege Temer um dos 5 políticos mais impopulares do mundo | Fábio Campana

“Time” elege Temer um dos 5 políticos mais impopulares do mundo

Michel Temer ficou de fora da lista com as 100 pessoas mais influentes do mundo, publicada em abril pela revista americana “Time”, mas em compensação ele entrou em outro ranking da prestigiada publicação que acaba de ser divulgado, com os cinco líderes mundiais menos populares que Donald Trump.

Bastante polêmico, o presidente dos Estados Unidos tem um índice de aprovação inferior a 40% atualmente, bem menos do que os antecessores dele em seus primeiros meses de governo, mas um mar de rosas quando comparado aos índices de outros políticos do cenário global, como é o caso dos cinco escolhidos pela “Time” – são eles, além de Temer, os presidentes Nicolás Maduro, da Venezuela, Jacob Zuma, da África do Sul, e os primeiros-ministros Najib Razak, da Malásia, e Alexis Tsipras, da Grécia.

Sobre o chefe do executivo brasileiro, que foi o vice-presidente no governo de Dilma Rousseff, a revista declarou: “Suceder uma presidente que sofreu impeachment deveria ser fácil, mas Temer descobriu que o emprego, que ele agora corre o risco de perder, não é nenhum passeio no parque”. (Por Anderson Antunes)


5 comentários

  1. CARRASCO
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 16:24 hs

    Só com os políticos brasileiros a lista da Time superaria os 200.

  2. COMANDO
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 16:35 hs

    Fora, e já vai tarde.

  3. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 19:26 hs

    Sinceramente, não sei se digo Fora Temer ou não.
    As opções aparecendo no horizonte não são exatamente animadoras.
    O meu primeiro impulso é dizer Fora Temer, mas quando penso nas opções para a sucessão, desanimo.

  4. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 26 de maio de 2017 – 0:40 hs

    RSRSRSRSRS

  5. VISIONÁRIO
    sexta-feira, 26 de maio de 2017 – 5:14 hs

    Realmente não temos mais ninguem no horizonte que possamos
    apostar as fichas para a eleição do novo Presidente. Esta é a prova
    mais contundente de que o país vive ainda uma grande corrida de
    gato e o rato. Não vejo solução…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*