PT, MST e CUT protestam contra proibição | Fábio Campana

PT, MST e CUT protestam contra proibição

PT, CUT e MST divulgaram uma nota atacando o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e a juíza Diele Zydek, que impediram a manifestação anunciada para virar agitação durante o depoimento de Lula. No Leia Mais, a íntegra da nota:

A Frente Brasil Popular Paraná organização que agrega diferentes movimentos sociais e setores da sociedade repudia a decisão do prefeito Rafael Greca e da juíza Diele Denardin Zydek, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, em impedir a instalação em Curitiba do acampamento que receberá as centenas de caravanas que virão para o depoimento do ex-presidente Lula, no dia 10 de maio.

A medida é uma forma de criminalização dos movimentos sociais, porque busca impedir a vinda pacífica e democrática de milhares de pessoas que buscam debater os rumos da democracia, entre os dias 9 e 10 de maio, os atuais ataques contra os direitos sociais pelo governo Temer, assim como o papel hoje político cumprido pelo Judiciário.

Não conseguirão. As caravanas e as atividades serão feitas, lutadoras e lutadores sociais serão bem acolhidos pelas entidades sociais e o momento será de muito debate e reflexão com juristas e advogados renomados, artistas, vigílias inter-religiosas e debates políticos.


6 comentários

  1. Franchico
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 13:45 hs

    Vinda pacífica???? Acredite quem quiser. São um bando de desocupados e baderneiros que só vem pra agitar e apoiar o depoimento do”chefe da quadrilha”. Apoio o Prefeito, e a polícia que fique muito atenta, porque os agitadores vem pra esculhambar com a nossa cidade.

  2. segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 14:32 hs

    e na bundinha não vai nada?

  3. Juca
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 16:39 hs

    A Frente Brasil Popular Paraná, organização que agrega diferentes movimentos sociais e setores da sociedade criminosa, tais como o PCC entre outros do ramo…

  4. Helena
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 18:18 hs

    Uai! não entendi! A CUT não pediu a prisão de Lula no dia da manifestação do dia 28 passado?!

  5. CARRASCO
    terça-feira, 9 de maio de 2017 – 7:18 hs

    Contra a baderna é necessário a força do exército e fim de papo.

  6. QUESTIONADOR
    terça-feira, 9 de maio de 2017 – 13:24 hs

    -Esta manifestação teatral do PT, MST e CUT tende a piorar a tensão entre a Justiça e os chamados “movimentos sociais”(que na verdade não defendem ninguém, apenas sua própria sobrevivência). Estas pessoas são orquestradas para tornar um simples depoimento em um estopim para o desenrolar de atos de violência e vandalismo contra a capital do Paraná e pressionar a Operação Lava-Jato e intimidar o Juiz Federal Sérgio Moro e a equipe do Ministério Público.
    -Prestem atenção: se preciso for o exército estará em alerta e em prontidão para conter qualquer ato que descambe para a desobediência civil…
    -Já lí em outras fontes que as Forças de Segurança poderão solicitar a presença de carros de combate(tanques de guerra) sediados em Ponta Grossa e próximos de Curitiba sob o comando do general Carlos Alberto Santos Cruz, oficial de alta patente e que comandou as tropas de paz da ONU na guerra no Congo…se cuidem comunistas e petralhas pois a boca do fuzil FAL 7,62 mm está chegando!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*