Palocci decide fazer delação e afasta advogado contrário ao acordo | Fábio Campana

Palocci decide fazer delação e afasta advogado contrário ao acordo

da Folha de S. Paulo

O ex-ministro Antonio Palocci decidiu negociar um acordo de delação premiada com os procuradores da Operação Lava Jato. Na tarde desta sexta (12), ele avisou seu advogado de defesa, o criminalista José Roberto Batochio, que ele terá de se afastar do caso, o que deve ocorrer ainda hoje.

A negociação do acordo será feita por dois advogados de Curitiba, Adriano Bretas e Tracy Reinaldeti. Os dois já haviam sido contratados por Palocci, mas, sem maiores explicações, o ex-ministro rompeu o acerto inicial. Nesta semana Palocci retomou as conversas com Bretas e Reinaldeti e decidiu que partiria para a delação. Réu em dois processos em Curitiba, Palocci teme que suas condenações possam ultrapassar os 30 anos de prisão.

A Folha apurou que o afastamento de Batochio foi uma exigência da força-tarefa da Lava Jato porque o criminalista é contrário a esse tipo de acordo.


8 comentários

  1. NA CORDA BAMBA
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 18:57 hs

    Corre Palocci. Se demorar muito vai mofar na cadeia. Você não
    terá mais novidades para contar.

  2. Benjamin Button
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 19:22 hs

    O ex-presidente do grêmio dos advogados deve estar surtando a esta hora. E não é só ele, 51 et caterva também. Será que terão que vir novamente à Curitiba e rearmar aquele circo que armaram esta semana?

  3. sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 20:49 hs

    Benjamim o bom se eles tiverem que voltar a Curitiba as empresas que vendem mortadelas vão rir atoa inclusive os fabricantes de pães francês.

  4. VISIONÁRIO
    sábado, 13 de maio de 2017 – 6:30 hs

    Com a delação de Palocci eu acho que completa o circo do entrega
    entrega. Delcídio, casal Santana, Palocci, Marcelo Odebrecht, Leo
    Pinheiro e alguns outros mais completam o inferno astral do sapo
    barbudo e Dilma. O José Dirceu, Vaccari, Mantega… vão ficar em
    Pinhais…

  5. FUI !!!
    sábado, 13 de maio de 2017 – 6:32 hs

    Para Batoccio e tantos outros advogados renomados a delação não
    é bom para eles. Se os processos continuarem “ad eternum” seria o
    mais interessante. São milhões a mais nas suas contas…

  6. CARRASCO
    sábado, 13 de maio de 2017 – 6:36 hs

    Se eu fosse o Palocci já teria feito a delação antes do depoimento
    do Lula. O cara deve ter guardado alguns milhões dentro dos col-
    chões no exterior e com a idade do cara não vale a pena ficar nem
    um dia a mais vendo o sol nascer quadrado. O sapo barbudo e a
    turma da Dilma não estão nem aí para qualquer um que estiver na
    cadeia porque o importante é cada um salvar a própria pele a esta
    altura do campeonato.

  7. Sergio Silvestre
    sábado, 13 de maio de 2017 – 9:04 hs

    Eu acho que ai em Cutritiba(antes penico politico,agora penico das negociatas de delações)tem uma coisa que tem que ser investigada,esse negocio de delações parece dirigidas somente para advogados dai e o que pode estar acontecendo é uma industria de delações onde corre rios de dinheiro e me parece que o tál Moro sabe disso e os delatores só se dão bem com advogados dali.Coisa para se investigar ,afinal quem soltou o Yossef foi o Moro e eu sempre tenho um pé atráz com esse Juiz,.;

  8. Juca
    sábado, 13 de maio de 2017 – 18:53 hs

    SS Calça Frouxa, o da bundinha tatuada, o teu ídolo borrou-se todo na frente do Dr. Moro, era visível o terror que lhe dominava, não via a hora de sair dalí o mais depressa possível. Agora se você acha isso, que as delações são negócio de advogados de Curitiba, indique a Palocci algum advogado porta de cadeia aí da Bratac em Londrina. Quem sabe Palocci aceite a indicação vinda de militante de alto coturno como você.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*