'Não recebi valor algum da JBS', diz Pepe Richa | Fábio Campana

‘Não recebi valor algum da JBS’, diz Pepe Richa


O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse neste domingo que não recebeu dinheiro algum da JBS durante a campanha de 2014 pelo PSDB. “Em 2014, sequer fiz parte do comitê financeiro de campanha do PSDB. Repito: não peguei e não recebi valor algum da JBS. O delator (Ricardo Saud) mente”, disse Richa Filho em nota enviada a imprensa.
“Repudio as falsas afirmações a mim dirigidas pela pessoa do “delator” da JBS Ricardo Saud, de quem não recebi dinheiro algum”, adianta o secretário.
Richa Filho diz ainda não aceitar “a violência que representa promover criminosos confessos da dilapidação milionária a ganhadores contemplados com o perdão de seus pecados, mediante o descredenciamento sistemático da boa política e das pessoas honestas que a integram”.
O secretário de Infraestrutura do Paraná diz ainda expressar “o sentimento da mais profunda repulsa e indignação, que se soma àquela dos milhões de cidadãos de bem que esperam justiça e punição aos responsáveis”, diz o que chama de “organizações criminosas que atuaram no Brasil e saquearam os cofres públicos”.

Leia a nota na íntegra:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Organizações criminosas atuaram no Brasil em conjunto com segmentos políticos, saquearam os cofres públicos, fizeram terra arrasada com festival de propinas e milionárias ampliações patrimoniais.

Mais do que isso, descobrimos agora: institucionalizou-se o modelo de desvio e incorporou-se nas entranhas do funcionamento do Estado um vultoso esquema de corrupção.

A tudo isso expresso o sentimento da mais profunda repulsa e indignação, que se soma àquela dos milhões de cidadãos de bem que esperam justiça e punição aos responsáveis.

Assim, não aceito a violência que representa promover criminosos confessos da dilapidação milionária a ganhadores contemplados com o perdão de seus pecados, mediante o descredenciamento sistemático da boa política e das pessoas honestas que a integram.

Em maior intensidade ainda, repudio as falsas afirmações a mim dirigidas pela pessoa do “delator” da JBS Ricardo Saud, de quem não recebi dinheiro algum. Em 2014, sequer fiz parte do comitê financeiro de campanha do PSDB. Repito: não peguei e não recebi valor algum da JBS. O delator mente.

Meus atos falam por si. Sei de minhas obrigações como gestor público, que deve ser de redobrada atenção, cuidado permanente e total compromisso com a coisa pública.

Ao tempo em que enalteço a Justiça como pedra fundamental da democracia, volto os olhos para o respeito ao Estado de Direito, vilipendiado pelo crime que compensa e pelo escárnio da voz do delator que acusa levianamente, tentando comprometer a presunção de inocência com a banalização da barbárie.

A política, de igual forma, representa um patamar estruturante da democracia. Sem a política decente, não há futuro decente para os nossos filhos.

Acusações manipuladas não podem vir ao encontro do enlace inquisitorial com nossas instituições, sob pena de proliferarem ondas sucessivas de violência que, ao fim e ao cabo, resultam no desmanche do Estado.

Confio na capacidade de discernimento das pessoas de bem, na afirmação da verdade e na atuação isenta da Justiça, fiel escudeira do respeito à lei e à manutenção do Estado de Direito. Repilo as suspeições oportunistas, que visam apenas a redução de pena de criminosos confessos. Urge que a Justiça separe o joio do trigo, e se manifeste com veemência após a necessária, rápida e profunda investigação de todos os malfeitos relatados. Acredito que ainda vale a pena ser honesto no Brasil. Mesmo que malfeitores tentem nos confundir com os canalhas.

José Richa Filho


12 comentários

  1. Roberto stronsky
    domingo, 21 de maio de 2017 – 19:21 hs

    Como é que pode uma pessoa ter o cinismo de vir a público com essa conversa de que é mentira o que o executivo da JBS falou. Será q ele acha q o povo é idiota. Por que o executivo teria o trabalho de inventar o q falou, dando detalhes inclusive do local onde foi entregue o dinheiro?

  2. Daniel Fernandes
    domingo, 21 de maio de 2017 – 19:30 hs

    Puxa, esses executivos deveriam escrever livros, vocês não acham?
    Roteiros para filmes também!
    Quanta criatividade! Quanta riqueza de invenção!
    E o engraçado é a falta de criatividade nas respostas dadas às delações!
    Ninguém nunca recebeu nada, tudo é sempre mentira.
    É muito cinismo!

  3. Daniel Fernandes
    domingo, 21 de maio de 2017 – 19:43 hs

    Está na hora de lembrarmos que estas pessoas são funcionários públicos. Eles são os nossos funcionários, e não o contrário, como eles acham.

  4. Walderez Pohl da Silva
    domingo, 21 de maio de 2017 – 20:10 hs

    Quanto cinismo!

  5. Fernando Benitez
    domingo, 21 de maio de 2017 – 20:18 hs

    O irmão do governador disse o que dizem todos. O interessante é que ele em nenhum momento diz que não conhece o sujeito da JBS. Então, podemos deduzir que ele conhece, ao menos. Texto ruim, inclusive. Nem sei quem escreveu. Dificultou mais a situação do irmão do governador. Triste para o Paraná.

  6. Daniel Fernandes
    domingo, 21 de maio de 2017 – 20:29 hs

    Gosto de ver como eles enchem a boca para falar coisas como:
    obrigações, democracia, estado de direito, inquisitorial, pessoas de bem.
    Já que ele quer explicar tanto, que explique, por favor, aquele negócio das escolas cujas obras foram pagas totalmente e não foram construídas, o problema na Receita Estadual, e outros.

  7. Luiz Eduardo
    domingo, 21 de maio de 2017 – 21:40 hs

    ´Quem acha que o irmão do caloteiro, mentiroso diria algo diferente disto, levante o braço que vai ganhar também 1 milhão.

  8. izaltino savaski
    domingo, 21 de maio de 2017 – 21:56 hs

    OLHA Fabio, SINCERAMENTE ESSE PESSOAL É LADRÃO, E NÃO ASSUMEM SÓ VEJO UMA MANEIRA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES MANDAREM TODOS PRA CASA GASTAREM NOSSO DINHEIRO ESSE PEPE ESSE BETO, SÃO ESPERTALHÕES, DIZEM QUE TEM OUTRO IRMÃO QUE É DEFICIENTE VISUAL, SENÃO JÁ ESTARIA NA QUADRILHA, AINDA TEM O SECRETARIO DO CERIMONIAL DO PALÁCIO, TAMBÉM LADRÃO, O TAL DE EZEQUIAS MOREIRA CONHECI BEM ERA UM DURO, QUANDO VEIO DO NORTE DO PARANÁ AGORA TEM APTO. NA PRAIA AQUI EM CTBA 2, CARRO ULTIMO TIPO 3, ELE SÓ É FUNCIONÁRIO PUBLICO GENTE, COMO PODE. EM TEMPO COMPROU ATÉ CASA PARA SUA MAMA, E PARA SUA AMANTE DE NOME…. NO PRÓXIMO CAPITULO DIGO, ME AGUARDEM.

  9. Jorge Armado
    segunda-feira, 22 de maio de 2017 – 9:07 hs

    O PSDB do Paraná é a reserva moral do país. O Brasil só se salvará se tiver o Beto Richa como presidente, o Rossoni como chefe da casa Civil, o Traiano como articulador político e Fernando Ghignone para a Fazenda. O ministério da defesa vai pro Mauro Moraes, que adora fardas. Os tucanos parananenses vão tirar o país da lama, com Beto já fez com o estado.

  10. Ricardo
    segunda-feira, 22 de maio de 2017 – 9:52 hs

    ESSE CARA É UM SANTINHO.
    TODO O MUNDO POLITICO NACIONAL RECEBEU PROPINA MENOS ELE. HÁ VÁ..
    TEM MAIS PRÁ VOCE.
    AGUARDE.

  11. Léia Brasil
    segunda-feira, 22 de maio de 2017 – 13:25 hs

    Só acho que estes petralhas deveriam falar menos e estudar sobre o fato mais, eu acredito No Pepe Richa e tenho orgulho em dizer que o governador do Estado é o Beto Richa, antes de irem na pilha dos outros, procurem saber sobre a verdade dos fatos, falar até papagaio fala, agora provar o que fala é que é difícil, a mentira é tão grande que o gravador nem no Brasil está, foi constatado edição no vídeos, agora quero ver quem vai pagar por propagar informações mentirosas. # Pepe Richa estou com vc.🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻

  12. Anônimo
    terça-feira, 23 de maio de 2017 – 10:23 hs

    depois dessa ganhou uma noite com ele. (jantar)

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*