MST promete 20 mil militantes em Curitiba para defender Lula | Fábio Campana

MST promete 20 mil militantes em Curitiba para defender Lula

Com ou sem autorização da Justiça para armar acampamento, o líder nacional do MST, João Pedro Stédile afirma que o Movimento dos trabalhadores Rurais Sem Terra trará 20 mil militantes a Curitiba na próxima quarta-feira (10), quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestará depoimento ao juiz Sérgio Moro.

Após depoimento, os apoiadores de Lula realizarão um ato. Segundo Stédile, maior parte dos participantes será do próprio Estado do Paraná, onde o movimento reúne 20 mil famílias.

Já a CUT (Central Única dos Trabalhadores) distribuiu a organização das carreatas entre os sindicatos que a compõem. Cerca de 30 ônibus sairão do grande ABC.

Um dos temores é de fixação de barreiras policiais nas vias de acesso à capital do Estado.Lula foi informado da mobilização pelos coordenadores do MST durante almoço na Segunda Feira da Reforma Agrária, em São Paulo. Após almoço, Lula circulou pelo público presente.

O juiz Sergio Moro divulgou vídeo no sábado pedindo que apoiadores da Lava Jato não compareçam à sede da Justiça Federal durante o depoimento. Ele disse que a audiência será apenas um “procedimento normal” de um processo.


6 comentários

  1. Azedo
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 14:48 hs

    Excelente oportunidade para executar mandados de prisão pendentes, apreender armas ilegais e aumentar a coleção de bolas de gude dos filhos dos policiais. Que nossos policiais façam ótima “colheita”!

  2. Juca
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 16:31 hs

    Mas tem mesmo de haver barreiras e blitz nas estradas que ligam o interior e outros estados à” República de Curitiba”. Todos os ônibus ou caminhões pau de arara devem ser vistoriados com rigor, inclusive a documentação. Qualquer irregularidade constada a polícia rodoviária tem de aprender os ônibus e demais veículos deixando a cambada de vadios a pé.

  3. BETO
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 16:46 hs

    Bando de vagabundos. Agora sim o exército deve intervir pela manutenção da ordem pública e descer a borracha nesses desocupados, baderneiros, preguiçosos, lixos.

    Pau neles.

  4. Do Interior...
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 16:51 hs

    O MST não deveria estar pedindo terras e a CUT empregos?

  5. Moisés Fróes
    segunda-feira, 8 de maio de 2017 – 21:57 hs

    Pau e bala de verdade nesses bandidos, vagabundos, aqui no Paraná Não, aqui são recebidos a bala e se for preciso vamos ao confronto.
    Não temos medo de vocês, temos armas e algo mais para enfrentá-los.

  6. Olavo Rohde
    terça-feira, 9 de maio de 2017 – 9:20 hs

    Um bandido e tanto este tal de Stédile. Cuidado gente, ele nunca prestou para nada, trabalhar que é bom ele não sabe .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*