Método de Cunha volta a ser usado no Congresso | Fábio Campana

Método de Cunha volta a ser usado no Congresso

Radar On-Line, VEJA

Eduardo Cunha usava um método bastante eficaz para conseguir favores de empresas.

Toda vez que um projeto chegava às suas mãos, inseria emendas em série para atravancar a pauta.

Em seguida, procurava empresários interessados na aprovação do projeto, prometendo-lhes encerrar as emendas em troca de favores.

Esse tipo de estratégia, ao que parece, está de volta.

Na última quinta (11), o deputado federal Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), inseriu nada menos que nove emendas à Medida Provisória 766. O programa de regularização tributária, chamado de Refis, ficou desfigurado com as intervenções.

Entre as sugestões de Cardoso Jr. estavam ideias estapafúrdias, como a suspensão de benefícios dados para a Zona Franca de Manaus.

A tentativa acabou barrada pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Ele removeu todas as emendas com base numa decisão do Supremo.

Ela determina que determina que emendas só são válidas caso estejam relacionadas ao assunto tratado pelo projeto inicial.


5 comentários

  1. vilson
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 9:19 hs

    Mudam as moscas e o “monte” continua o mesmo.

  2. Polaco véio
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 10:05 hs

    Então teria que por na mídia o quanto antes para que isto termine antes de começar, pelo AMOR DE DEUS.IMPRENSA, VEJA ,GLOBO, ISTO É E OUTRAS.

  3. xiru de palmas
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 10:06 hs

    Na minha visão isto é uma compra de votos.
    Compra de votos é corrupção.
    Então, onde estão os bastiões da honestidade que não denunciam esta prática?
    Onde está a honradez dos deputados que votarão ao sabor de suas emendas?
    Onde está o Supremo Tribunal que não v|ê isso?
    Onde está o procurador geral da república que não vê isso?
    Onde está o Ministério Público Federal que não vê isso?
    Ou será que apenas os malfeitores da pátria são do PT?
    Se toda esta estrutura de justiça não vê isso, ou faz de conta que não vê, o que esperar deste governo?
    O que esperar dos representantes do povo?
    O que esperar da JUSTIÇA?

  4. xiru de palmas
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 10:11 hs

    COMPLEMENTANDO:
    O José da Silva, conhecido como Zé Silva, candidato a vereador do município de Caixa-Pregos pagou um sanduiche para um eleitor miserável e faminto.
    Foi denunciado, preso, foi eleito e não diplomado porque a justiça o condenou por compra de votos.
    Já ouvi algum senador falar que se roubar uma galinha (nem que seja para matar a fome da família) o cidadão é preso, mas se roubar muito ele é respeitado como o grande poderoso.

  5. sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 11:50 hs

    Se levantou a lebre, atire, praga tem que matar antes que espalhe.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*