Mais uma tentativa | Fábio Campana

Mais uma tentativa

Os vereadores querem votar amanhã em reunião extraordinária a pauta que não conseguiu prosperar na Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara Municipal na segunda-feira por conta da confusão entre manifestantes e vereadores.
O pacotaço de Greca está encontrando mais resistência do que ele imaginava. Apesar da grana gasta em propaganda e das tentativas de conversa para forçar a aprovação, tem muita gente contra.
As cinco das doze medidas que estão no Plano de Recuperação de Curitiba que devem ser abordadas amanhã são:

– Lei de Responsabilidade Fiscal do Município (dispositivos para a gestão fiscal e previdenciária de curto e médio prazo para racionalizar o gasto público, que abrange os poderes Executivo e Legislativo de Curitiba, além das autarquias, fundações e empresas estatais);
– Regime Geral da Previdência Social (remuneração máxima no fim da carreira pelo teto do INSS. Quem desejar remuneração maior de R$ 5,5 mil deverá contribuir em cotas que variarão de 3,75% a 7,5%);
– Cobrança de taxa de lixo separado do valor do IPTU;
– Congelamento da progressão das carreiras dos servidores até que haja o equilíbrio das contas públicas;
– Diversas alterações tributárias.


6 comentários

  1. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 18:13 hs

    Nessa foto,o Greca parece estar fazendo o famoso “Ié Ié” do Sérgio Mallandro.
    Confesso que alguns dos itens parecem mesmo ‘Pegadinha do Mallandro’.
    Foi bem escolhida a foto.

  2. SOLANGE LOPES
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 18:50 hs

    A eleição do Greca como Prefeito de Curitiba se compara ao retorno do Alex Mineiro no Atlético.

  3. Marco
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 22:50 hs

    Esse é o “Gustavo Fruet “.

  4. Luizito
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 22:52 hs

    Gozado este Prefeito, fala que não tem recursos, que quer mudar tudo, que deseja voltar a criar Curitiba etc…etc.
    Esquece o Prefeito que deve cumpri a lei e neste caso as constituições, Federal e Estadual.
    O art. 125 da Constituição Estadual § 3º veda que um procurado do estado, por exemplo exerça outras funções a não ser aquela inerente de suas funções e ou o cargo de magistério.
    Pois bem o atual secretário de planejamento e finanças da Prefeitura é procurador do Estado?, Pelo menos assim se apresenta como sendo. Precisam explicar se isso é ou não verdadeiro. ( lembram do caso do Delázzari, há uma semelhança, lá ele era do MP do estado que é regido pela Constituição Federal, aqui é a Constituição Estadual que veda o exercício de função .
    Se procurarem no portal da transparência verão que seus holerite está em branco. Claro, pois optou por receber vencimentos de procurador .
    Então, afinal ele é ou não procurador.
    Se positivo, o Município deve estar ressarcindo o Estado dos valores recebidos pelo procurador.
    Entre essas coisas inexplicáveis se agregam ao caso dos Comissionados nomeados para lotação na Secretaria de Governo Municipal e prestam serviços em entidades autárquicas e de economia mista.
    Corre um papo (deve ser fofoca) pela cidade que há uma negociação entre o executivo e alguns vereadores de um toma lá dá cá, ou seja: “Indiquem um a pessoa que nomeamos para um cargo comissionado e assim ficamos em paz na votação do pacote.”
    Não posso acreditar que estejam fazendo isso e apregoando por aí a falta de recurso para cumpri com as despesas de pessoal, isso sem contar como aumento do numero de cargos comissionados

  5. Maquiavel
    sexta-feira, 26 de maio de 2017 – 9:58 hs

    http://sigmuc.org.br/site/prefeito-viola-a-lei-novamente/

    PREFEITO VIOLA A LEI, NOVAMENTE.
    O prefeito de Curitiba, Rafael Waldomiro Greca de Macedo, não cansa de violar a lei.

    Para quem diz “ter bebido da fonte limpa do rio Iguaçu”, o atual alcaide de Curitiba não parece ter muito compromisso em cumprir as leis.

    A pesquisa realizada pela diretoria do SIGMUC constatou que o atual Secretario de Finanças da Capital, Vitor Acir Puppi Stanislawczuk, “pai do pacotaço de maldades” e autor do plágio do projeto julgado inconstitucional no Rio de Janeiro, encontra-se ilegalmente nomeado na administração de Curitiba.

    Vitor Stanislawczuk é procurador do Estado do Paraná (clique aqui), cargo que acumula com o de secretario municipal (clique aqui) veja o decreto de nomeação (clique aqui)

    Porem a Constituição do Estado do Paraná proíbe este acumulo de cargos (clique aqui).

    O departamento jurídico do SIGMUC esta tomando as devidas providências junto aos órgãos competentes para cobrar a regularização desta situação.

    Diretoria SIGMUC, juntos somos fortes.

  6. BETO
    sexta-feira, 26 de maio de 2017 – 12:05 hs

    “hummm, uuiiii”,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*