Mais Estado em sua mesa | Fábio Campana

Mais Estado em sua mesa

Desde 2015 rola pela Assembleia um projeto de lei para tornar obrigatório 5% dos lugares de restaurantes, bares, lanchonetes – incluindo os que ficam dentro de shoppings – exclusivos para grávidas, idosos e deficientes. O texto é do deputado Nereu Moura, baseado em leis semelhantes que circulam em outros lugares.

Alguns shoppings já adotam a medida, por conta de outra lei federal, que prevê reserva de 5% para idosos. Não ficou claro se o deputado quer incluir grávidas e deficientes nesse percentual ou se ele vai ser aumentado para atender às outras “categorias” dispostas em se projeto de lei.

Outro assunto que pode gerar controvérsia é que os lugares não serão exclusivos, mas preferenciais. O que significa que qualquer um pode utiliza-lo enquanto o prioritário da cadeira não chegar, mas e se ele chegar no meio do almoço e exigir o direito, como fica?


2 comentários

  1. Oromar
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 14:16 hs

    É pra isso, que ganham essas nulidades?

  2. Benjamin Button
    sexta-feira, 12 de maio de 2017 – 19:37 hs

    Este lei só servirá se tanto, no dia em que o número dos clientes for em muito superior à procura, hoje coisa rara de se ver na maioria dos restaurantes. O deputado deve ser daquela turma que se incomoda quando vê um vovô ou uma grávida a espera de uma mesa em restaurante. Mas ele também é daquela turma que se escandaliza, se indigna mas a mesa dele ele não dá nem para a grávida ou para o casal de vovôs. Adoro gente como este deputado, sempre pronta para fazer gentileza com o chapéu alheio.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*