Richa libera mais R$ 45 milhões para obras em 27 municípios | Fábio Campana

Richa libera mais R$ 45 milhões para obras em 27 municípios

O governador Beto Richa autorizou nesta terça-feira, 9, mais R$ 44,3 milhões para obras em 27 municípios do Estado. São obras de asfalto, construção de calçadas e espaços para esporte e lazer. Desde o início deste ano, Richa autorizou R$ 315,1 milhões milhões para 254 municípios financiar obras e investimentos urbanos. “Temos feito reuniões como esta frequentemente. A cada dia o governo estreita e fortalece a relação com os municípios paranaenses”, disse Richa.

Beto Richa ressaltou que o apoio do Estado para ações nos municípios paranaenses se dá em inúmeras áreas, como agricultura, saúde, educação, infraestrutura, esporte. “Já fui prefeito e sei das dificuldades dos municípios no dia a dia, ainda mais neste momento em que a situação econômica do País derrubou a arrecadação das administrações públicas”, disse ele.

Desde 2011, o Governo do Paraná disponibilizou mais de R$ 1 bilhão às prefeituras para obras através do Sistema de Financiamento dos Municípios. Somente em 2016, foram R$ 357 milhões para melhorias como pavimentação de ruas, construção de barracões industriais, escolas, creches, gestão de resíduos sólidos.


3 comentários

  1. antonio
    terça-feira, 9 de maio de 2017 – 17:33 hs

    Cadê o Ratinho na foto, Secretário de Desenvolvimento Urbano?

  2. terça-feira, 9 de maio de 2017 – 17:56 hs

    KD OS PREFEITOS
    Quem mais aparece nas fotos, são o DEPUTADOS…
    Alguns, inclusive, já foram prefeitos e sempre reclamavam
    que os “Deputados” atrapalhavam nas fotos quando tinha
    solenidade no Palácio Iguaçu.
    Agora, muitos dos reclamões, são os primeiros a “incomodar”?
    É isso mesmo?

  3. terça-feira, 9 de maio de 2017 – 17:56 hs

    KD OS PREFEITOS
    Quem mais aparece nas fotos, são os DEPUTADOS…
    Alguns, inclusive, já foram prefeitos e sempre reclamavam
    que os “Deputados” atrapalhavam nas fotos quando tinha
    solenidade no Palácio Iguaçu.
    Agora, muitos dos reclamões, são os primeiros a “incomodar”?
    É isso mesmo?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*