Espuma | Fábio Campana

Espuma

É muito cedo para definir candidaturas, acordos, partidos, alianças para a eleição de 2018. O terreno é movediço. A Lava Jato embaça o quadro. Portanto, todas as manifestações do gênero são mais para inglês e a imprensa ver do que para valer de verdade. Há é muita espuma e nada concreto.


3 comentários

  1. Carijó
    quinta-feira, 11 de maio de 2017 – 12:18 hs

    Gente deixa o Dória quietinho lá em SP, e aquele apresentador de tv tambem por la, vamos tratar as coisas com seriedade!

  2. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 11 de maio de 2017 – 14:00 hs

    Será uma salada russa. Jânio, digo Doria, mais Marina, Bolsonaro, talvez Lula, etc… Vai lembrar 1960, com Lott, Jânio, Adhemar e outros bichos. O Brasil será arruinado mais uma vez.

  3. domingo, 14 de maio de 2017 – 11:04 hs

    Em tempo, a cara de Temer é até feia, mas deixem ele continuar
    no governo, tampão. Com outro personagem no seu lugar não seria melhor essa passagem, não teria outro jeito. Com as féras todas comprometidas, esse jogo não seria diferente neste período.
    Populismo massacra qualquer nação como é sobejamente conhecido. Temer com apôio popular, ou não, deve seguir comforme a constituição, até nova eleição de 2018. Devemos entender que o momento não seria diferente e deveremos esperar pensando positivamente. Atenciosamete Sr. Fabio

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*