Enquanto isso na Câmara dos Vereadores de Curitiba… | Fábio Campana

Enquanto isso na Câmara dos Vereadores de Curitiba…

“Após questionamentos da Comissão de Legislação, fizemos um levantamento e descobrimos que houve duplicação do número de pensionistas no cálculo atuarial.” Afirmou, José Taborda Rauen, diretor-presidente do IPMC, ao presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto. Após entregar um comunicado oficial sobre o estudo, ele pediu “desculpas sobre a falha técnica” apontada por Professora Josete na reunião do colegiado com secretários municipais sobre o Plano de Recuperação da Prefeitura de Curitiba.

Com isso, o cálculo do déficit do IPMC foi refeito, caindo de R$ 15 bilhões para 14,3 bilhões.
Rauen não sou apontar o responsável pelo erro e continuou afirmando que “a reforma da previdência continua sendo absolutamente necessária, pois o sistema continua insustentável”.
A proposta da prefeitura quer cinco mudanças na previdência municipal que considera imprescindíveis, a principal é o aumento de 11% para 14% do valor da contribuição paga pelos servidores e de 22% para 28% da contribuição da prefeitura, com elevação será gradativa até 2023.


Um comentário

  1. Benjamin Button
    quinta-feira, 18 de maio de 2017 – 19:03 hs

    Meu Deus de céu, tanta incompetência só pode ser fruto deste bando de cuecas de seda que a Prefeitura insiste em manter. Há razão para tanta incompetência? Sim há, cercar-se de baba ovos e cuecas de seda só pode levar a erros grosseiros como este. Mas com um déficit deste tamanho é preciso uma mudança agora, antes que o barco afunde de vez.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*