Empresário de show de rock é condenado a 14 anos de prisão | Fábio Campana

Empresário de show
de rock é condenado
a 14 anos de prisão

do Bem Paraná

O organizador de eventos, o empresário Athayde de Oliveira Neto foi condenado a 14 anos e 4 meses de prisão. Ele é apontado como responsável pela organização de um show de rock que terminou com a morte de três adolescentes no Jockey Club, em maio de 2003. A sentença foi dada pelo Tribunal do Júri de Curitiba, nesta quarta-feira (31). O julgamento durou dois dias.

De acordo com a sentença, Oliveira Neto assumiu o risco de produzir as mortes das vítimas quando não apresentou projeto necessário ao Corpo de Bombeiros, não pagou a taxa necessária à Polícia Militar e vendeu uma quantidade de ingressos superior à capacidade do espaço.

Oliveira Neto poderá recorrer da decisão em liberdade.

Ocorrido em maio de 2003, uma confusão logo no começo do show deixou três jovens mortas e 50 foram pisoteadas. Quem estava próximo ao portão de entrada foi esmagado. Na época, Mariah de Andrade Souza, 14 anos, Larissa Seletti, 15, e Jonathan Raul dos Santos, 15, morreram por causa de fraturas provocadas pela confusão. O show era da banda Raimundos.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*