Dirceu admite que sua liberdade é 'provisória' | Fábio Campana

Dirceu admite que sua liberdade é ‘provisória’

José Dirceu quase não dormiu. Preferiu passar a primeira madrugada fora da cadeia conversando com dois de seus filhos, Zeca e Joana, no apartamento dela, em São Paulo.

Descansou apenas por duas horas, das 5h às 7h, quando acordou para tomar café com familiares e amigos nesta quinta-feira (4).

Bem-humorado, disse saber que sua liberdade é “provisória” mas que vai aproveitar os dias fora do Complexo Médico Penal, no Paraná, para “comer o que quiser”, segundo pessoas que estiveram com ele.

Sentado à mesa com os filhos, esbaldou-se com frutas, café, pão, queijo e presunto antes de entrar no carro com Sandrão, seu motorista na viagem de cerca de mil quilômetros até Brasília, iniciada no fim da manhã desta quinta.

Responsável pela condenação de Dirceu a 32 anos de prisão sob acusação de receber R$ 4,9 milhões em vantagens indevidas, o juiz Sergio Moro havia determinado que o petista passasse o tempo em liberdade na cidade de Vinhedo (SP), onde residia antes de ser preso, mas reviu a decisão após pedido da defesa.

A mulher de Dirceu, Simone, e sua filha mais nova, Antonia, de 5 anos, vivem na capital federal.

Leitor e escritor contumaz na cadeia, o ex-ministro do governo Lula preferiu falar –e muito– desde quando deixou a cela de 12 metros quadrados em que passou o último ano e nove meses. Recebeu ligações de dezenas de dirigentes e parlamentares petistas, disse que quer aproveitar o tempo com a família e amigos e que vai participar de “tudo o que for possível”.

Fez uma ligação, em especial, para o ex-presidente do PT José Genoino, ainda na noite de quarta. Genoino estava comemorando 71 anos. Ambos foram condenados e presos pelo escândalo do mensalão, mas Genoino teve sua pena extinta em 2015.

Dirceu não perdeu o traquejo político. Quem conversou com ele até agora disse que seu mantra é que o PT precisa “se preparar para uma situação de conflito e guerra contra a direita” e construir uma “nova estratégia” para enfrentar o cenário político, marcado, segundo ele, pela polarização.

Insiste na “guinada à esquerda” que precisa ser dada pelo partido e diz que é preciso construir uma nova política de alianças para voltar a governar o país.

Sobre a provável candidatura de Lula, Dirceu disse que, caso o ex-presidente não fique inelegível e consiga concorrer à Presidência da República em 2018, terá que agir de forma diferente.

Para o ex-ministro, Lula precisa expressar um programa “verdadeiramente de esquerda”, com reformas estruturantes e base na mobilização social.


4 comentários

  1. FUI !!!
    sexta-feira, 5 de maio de 2017 – 5:50 hs

    Acho que José Dirceu está certo. Festejar com familiares, comer e
    beber à vontade o que na cadeia é impossível porque a sua liberda-
    de tem dias ou meses contados. Assim ele vai acostumando nova-
    mente às mordomias de viver em liberdade e sentir que a maior idio-
    tice que praticou na sua vida é se dedicar tanto ao PT e não refletir
    em alguns segundos da vida que a convivencia familiar é fundamen-
    tal para qualquer ser humano e para isto acontecer precisa antes de
    mais nada a uma simples “coisa” que quem tem não dá o mínimo va-
    lor que se chama ANONIMATO e LIBERDADE !!!!!!!

  2. PIMENTA PURA
    sexta-feira, 5 de maio de 2017 – 5:51 hs

    De que adianta ter bilhões de dólares no exterior se o ambiente dos
    anos que restam da sua vida vai ser uma cela de alguns metros qua-
    drados !?

  3. PIMENTA PURA
    sexta-feira, 5 de maio de 2017 – 6:22 hs

    Não sabia que o Complexo Penal de Pinhais concedia “férias” prê-
    mio para alguns detentos do colarinho branco… Aproveite Dirceu,
    porque em alguns dias vai voltar a ver o sol nascer quadrado…

  4. Marcos Souza
    sexta-feira, 5 de maio de 2017 – 10:57 hs

    um cidadão deste em liberdade , mesmo que provisória é um perigo para a soberania do Brasil e o direito adquirido dos seus Cidadãos, cuidado que os esquerdistas radicais e bitolados a ideologia vermelha estão voltando, precisamos rever nossos conceitos politicos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*