Dilma de novo | Fábio Campana

Dilma de novo

Os advogados de Dilma Rousseff encaminharam ontem ao STF um novo pedido de liminar para tentar anular o impeachment do ano passado.

Quem está com o processo é Alexandre de Moraes, que acabou de chegar ao Supremo, ocupando a cadeira do ministro Teori Zavascki.

O próprio Teori, em outubro do ano passado, já havia recebido tentativa parecida e indeferiu o pedido com a justificativa de que o impeachment não trazia “risco às instituições republicanas, ao estado democrático de direito ou à ordem constitucional”, uma vez que o então vice-presidente Michel Temer havia ocupado o cargo de titular da chapa. E que levaria o caso para o plenário do STF para apreciação do mérito.

A bola agora está com o ministro Alexandre de Moraes. A defesa de Dilma solicitou que o ministro analise com a “máxima urgência” o pedido e que, se não for atendê-lo, coloque-o com celeridade para apreciação do plenário da Corte.


5 comentários

  1. quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 9:36 hs

    eu ainda acho que não deveriam ter tirado a Dilma, tinha que deixar ela assumir toda essa merda que fez, agora fica só pondo a culpa nos outros pela crise que ela construiu .

  2. FUI !!!
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 10:17 hs

    O STF continua perdendo tempo com assuntos que já estão sacra-
    mentados definitivamente, tal qual o impeachment da dona Dilma.
    Vai levar ao plenário para ficar desenterrando o defunto !?

  3. BETO
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 11:00 hs

    KKKKKK, mas pelo amor de Deus. Cria vergonha na cara velha calhorda. Incompetente. Quebrou o Brasil.

    Vai pro inferno pilantra.
    PRO INFERNOOOO DILMÃO.

  4. quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 12:02 hs

    DILMA LEMBRE DO QUE O TEU AMIGO LULA FALOU…EX..É VASO SEM UTILIDADE..ENTÃO SE ACALMEJE…E VÁ CUIDAR DOS NÉTOS;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  5. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 25 de maio de 2017 – 12:23 hs

    Só para fazer o STF perder tempo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*