Com a palavra, a Família Real | Fábio Campana

Com a palavra, a Família Real


O site Sensacionalista, especialista em nossas piadas prontas ou quase prontas, um dia desses publicou uma nota em que satirizava as modificações frequentes na política brasileira com o título “Brasileiro teme ir ao banheiro e, na volta, estar na monarquia”.
Ontem, Dom Luiz Gastão Maria José Pio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança e Wittelsbach, trineto do imperador dom Pedro 2º e herdeiro do trono extinto em 1889, decidiu falar. A sério.
Em nota divulgada, dom Luiz, diz que a “família imperial está disposta a cooperar na busca das soluções ponderadas que sejam uma saída para a crise que angustia os brasileiros”.
Embora não fale abertamente sobre a volta da monarquia, ele deu pistas sobre sua vontade, dizendo que há “crescente corrente monárquica espalhada pelo Brasil […] “muitos, inclusive, proclamaram sua convicção de que um retorno às benéficas, equilibradas e moralizadas instituições da monarquia seria o caminho de resgate da grandeza pátria”.


13 comentários

  1. Daniel Fernandes
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 12:31 hs

    “muitos, inclusive, proclamaram sua convicção de que um retorno às benéficas, equilibradas e moralizadas instituições da monarquia seria o caminho de resgate da grandeza pátria”.
    Não me faça rir!

  2. Daniel Fernandes
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 12:35 hs

    Este senhor que lembre, para começo de conversa, como era o processo eleitoral no Império.
    Só para começar.
    Se hoje é ruim, olhem para como era o processo eleitoral no Império e vejam que tudo pode ser piorado.

  3. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 13:08 hs

    -Não há como trocar de sistema republicano para sistema monárquico, enquanto houver o sentimento de corrupção, impunidade, anarquia e desobediência às leis por parte da população brasileira. Se nosso sistema é corrupto e nossos políticos não o valham grande coisa, é porque a população “passa cheque em branco” para estes mesmos políticos, depositando neles a responsabilidade para a mudança e este mudança ocorre, na maior parte das vezes, em nome da manutenção do poder destes políticos….
    -Na verdade a monarquia foi extinta sendo que um dos fatores foi a abolição da escravidão gerando prejuízo para os “coronéis de fazenda” e estes conspiraram com o movimento republicano para “puxar o tapete” da monarquia brasileira. Os nobres ao beneficiar uma parte da população assinaram a sua extinção. Como sempre o Brasil fica à mercê dos grandes grupos econômicos e especulativos, tanto no passado, como agora no presente.

  4. Dieter
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 13:46 hs

    Não, muito obrigado. Nao podemos que essa bandalheira politica instalada no pais teve seu princípio com a familia real vindo para o Brasil.
    Uma realeza preguiçosa, corrupta e perdularia deu início a um sistema onde o Rei vivia de bajulação e venda de favores . Só se tinha acesso as benesses reais pagando propina aos asse
    clas e ministros do rei.
    Então não, muito obrigado.

  5. Anônimo
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 13:47 hs

    S estes monarcas se assanharem repetimos aqui no Brasil o que a França fez com a Monarquia de lá.

  6. Maquiavel
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 14:08 hs

    apóio…Melhor sustentar uma familia do que toda uma corja!

  7. Franchico
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 14:21 hs

    Eu acho que pior do que está, não fica.
    Adianta votar ….. votar em quem? Todos bandidos corruptos.

  8. Recruta Zero
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 14:34 hs

    Nababos aqui não !!!!

  9. LENZA TOLEDO
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 15:58 hs

    Esse Sr. aí com vontade de colaborar com o Brasil existe de verdade? Por que ele não vai aprender a fazer alguma coisa e assim viver do suor do seu rosto? Como tem carrapatos nos rondando. Que horror! Quase senti vontade de escrever vontade sem h

  10. eleitor desmemoriado
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 16:12 hs

    Pena que Dom Luiz não disse que rei não precisa roubar, coisa que muitos chefes de governo adoram fazer. Como o rei não tem mandato não precisa se preocupar com reeleição ou eleição, aí pode se dedicar a pensar no bem do povo e do país. A comparação com monarquias exitosas não é válida, estes países são o que são há muitos séculos, ou seja, se virassem repúblicas não virariam uma bananeira como é a nossa. A declaração de Dom Luiz é muito bem vinda, ele prova que a casal imperial não está deitada em berço esplêndido e nem pedindo para mamar deitada.

  11. Diego
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 20:44 hs

    É um assunto muito complexo pra qualquer mera opinião taxativa de quem acha estar falando de um simples jogo do Flamengo. O simples fato das opiniões serem jocosas só comprovam o fato de que não fazem idéia do que estão falando.

  12. Shayva
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 20:52 hs

    Tantos países desenvolvidos e altamente democráticos europeus são monarquias parlamentaristas, como foi o Brasil no Séc XIX, que estranho estas pessoas que pensam que monarquias ocidentais ainda são absolutistas . O monarca do Reino Unido e outros só tem de fato um único poder: dissolver o Parlamento ( Congresso ) e convocar eleições gerais a qualquer momento que isto se configurar como necessário. Parece que vivemos um momento assim… Dilma se elegeu com uma plataforma de governo e depois de eleita fez o que o PSDB pregava, configurando um engodo eleitoral. Agora temos um vácuo de poder devido a cleptocracia geral que domina a República, Caso tivéssemos um soberano, não necessariamente este príncipe ligado à Opus Dei, poderíamos sair desta hecatombe política até com certa facilidade e sem perigo para as instituições. Quando faleceu o internacionalmente prestigiado D. Pedro II do Brasil um importante jornal norte-americano informou com pesar que havia morrido um grande republicano, no que estava certíssimo,

  13. FCarraro
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 21:47 hs

    Pelo andar da carruagem é bem capaz dessa ideia prosperar…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*