Briga no Senado interrompe discussão sobre reforma | Fábio Campana

Briga no Senado interrompe discussão sobre reforma

Informações da Folha de S. Paulo

A leitura do relatório da reforma trabalhista no Senado foi interrompida nesta terça-feira (23) por bate-boca entre parlamentares que se chamaram de “bandido” e de “vagabundo”.

A confusão começou quando o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse para Ataídes Oliveira (PSDB-TO) que ele “apoiava um governo corrupto”. O tucano respondeu chamando Randolfe de “bandido”, que retrucou: “me respeite, bandido é o senhor”. Ataídes se irritou e partiu para cima de Randolfe, chamando-o de “moleque” e “vagabundo”.

Outros senadores agiram para separar a briga. A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) chegou a se sentar à mesa para impedir a leitura do relatório, que seria feita pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). O tucano deixou a sessão no meio da confusão, aconselhado pelo líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR).


6 comentários

  1. Daniel Fernandes
    terça-feira, 23 de maio de 2017 – 16:48 hs

    Ou seja, todos eles falaram a verdade uns para os outros.

  2. Sergio Silvestre
    terça-feira, 23 de maio de 2017 – 19:52 hs

    Esse Athaide é aquele que quando fala parece ter dez maxilares,eita sujeito grotesco,parece manequim de funerária.

  3. AMO
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 5:49 hs

    Tudo ladras e ladrões, pronto falei.

  4. Ulysses Roberto Camargo Ribas
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 7:08 hs

    O Randolfe Rodrigues mostrou a sua face real é o Trombadinha do Senado. Lamentável.

  5. Ulysses Roberto Camargo Ribas
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 7:09 hs

    O Randolfe Rodrigues mostrou a sua face verdadeira é o Trombadinha do Senado. Lamentável.

  6. Liliane Vieira Cardoso
    quarta-feira, 24 de maio de 2017 – 19:39 hs

    Trombadinhas do Senado é essa corja apoiadora desse golpista do Temer. Eles querem acabar com os direitos dos trabalhadores.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*