As críticas do novo ministro | Fábio Campana

As críticas do novo ministro

Condenações sem provas e as extensas prisões provisórias foram as críticas que o novo ministro da Justiça Torquato Jardim fez, no passado, sobre a Lava Jato. Ele também mostrou dúvida quanto à eficácia do resultado da Operação na mudança da cultura da corrupção. “O que mudou com o impeachment de Fernando Collor? O que mudou no Brasil depois da CPI do Orçamento quando os sete anões foram cassados? O que mudou com o mensalão? O que vai mudar com a Operação Lava Jato?”.
Não dá para discordar do ministro…
Em outro momento, através de artigo publicado por seu escritório de advocacia, ele se posicionou contra Michel Temer.
Sobre o processo de cassação da chapa Dilma-Temer (que hoje é o que mais ameaça, de fato, a saída do presidente), o ministro afirmou que “a eleição do vice-presidente é mera decorrência da eleição do titular”, o que significa que, em seu entendimento, se Dilma caiu, Temer tem que cair também.
Vamos ver até que ponto o ministro Torquato Jardim mantém a opinião.


6 comentários

  1. VISIONÁRIO
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 5:25 hs

    O Brasil já esteve no caos político e economico. Hoje estamos bem
    no fundo do poço e as únicas esperanças que ainda temos é nesta
    juventude que se bem formada construirão um país melhor. Apesar
    do velho ditado de que a esperança é a última que morre, a minha
    já morreu há muito tempo…

  2. NA CORDA BAMBA
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 5:52 hs

    Éééeee… o inverno chegou no governo Temer e pelo jeito vai durar
    muuuuito. Adeus velhão !!!!

  3. Azedo
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 8:40 hs

    Esse novo ministro é sócio da SMARTMATIC – fabricante de urnas eletrônicas. Mais rabo preso impossível!

  4. Veredito
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 9:02 hs

    Não entendo você Azedo; o que tem a ver uma empresa fabricar urnas eletrônicas com uma nomeação para o Ministério da Justiça. Dentro do seu pensamento, a empresa SPACECOM, que fabrica as tornozeleiras que os petistas usam nos pés também é suspeita? Acho que você deveria pensar duas vezes antes de escrever estas bobagens.Qual a instituição privada neste país que de uma forma ou de outra não tem ligação com o Governo?

  5. Azedo
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 9:23 hs

    Cai na real, Veredito petista. Pra te ajudar, vai um esqueminha simples: TSE lerdo + urnas fraudáveis = eleições ilegítimas.

    Tudo isso sob os auspícios do ministro da justiça que é sócio da fabricante das urnas fraudáveis. Entendeu ou precisa de um desenho?

  6. Simões
    segunda-feira, 29 de maio de 2017 – 11:12 hs

    Me desculpe, mas um sujeito que já entra colocando em dúvida a Operação Lava Jato, operação esta que nos encheu de orgulho até aqui, que está desvendando o mundo podre que ocorre em Brasília, na minha humilde opinião não merece credibilidade, é farinha do mesmo saco. Já entra vendido no cargo dando este tipo de entrevista.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*