A turma dos encrencados | Fábio Campana

A turma dos encrencados

Capitaneada pelo ministro Gilmar Mendes e com a participação de Dias Toffoli e Lewandowski, a Segunda Turma do STF se transformou, para os políticos encrencados na Lava Jato, no caminho mais curto entre a cela das cadeias e a porta de saída do xadrez. É a turma dos encrencados. O ministro Edson Fachin lidera a contraofensiva, encaminhando as votações da Lava Jato direto ao plenário, onde espera maioria contra os colegas da turma que quer soltar.

Há outra condicionante. O temor de que o habeas corpus concedido pelo STF a José Dirceu deflagre outros, em série, comprometendo – ou mesmo extinguindo – a Lava Jato, ignora o dado novo e revolucionário da atualidade política brasileira: o advento da opinião pública. A internet tirou-a da condição de ente abstrato e conferiu-lhe protagonismo. No passado, as crises eram resolvidas (ou não) à revelia do público, que mal sabia o nome dos que o governavam.


Um comentário

  1. Palpiteiro
    domingo, 7 de maio de 2017 – 13:13 hs

    A Justiça governada pela opinião do povo é o sonho dos demagogos e autoritários. Hitler abominava os advogados e os juízes independentes.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*