A saúde em Curitiba vai mal, muito mal | Fábio Campana

A saúde em Curitiba
vai mal, muito mal


Corre o risco de se tornar acontecimento banal (como são as filas de espera) a agressão de pacientes a agentes de saúde nas UPAs de Curitiba, como se vê na foto. Ontem, mais um caso foi relatado entre tantos que as vezes chegam à delegacia e à imprensa e as vezes não.

É mais um problema na conta de Rafael Greca, que se elegeu segurando a bandeira da saúde pública, prometendo uma revolução total na área. Sabemos que as coisas não acontecem da noite para o dia, conforme Greca dava a entender em sua propaganda eleitoral, mas quando ele passou a tomar algumas decisões na justificativa de melhorar o atendimento na saúde, abriu espaço para exigir a melhoria nos serviços.

Antes mesmo de tomar posse, Greca anunciou que a Oficina de Música de Curitiba não aconteceria em janeiro, como a mais de 30 anos, porque os recursos iriam para saúde. Depois, o adiamento virou cancelamento do evento em 2017, com a mesma justificativa. Esse tipo de atitude, faz com que a população espere mais dos serviços e se não encontra melhoria, o discurso se transforma em algo vazio e demagógico – o que não melhora a vida de ninguém.

No meio disso tudo, ainda há o descontentamento dos servidores municipais com as mudanças nos planos de salários e aposentadoria que o prefeito propõe, que também atinge quem trabalha nas UPAs.

É um caldeirão fervendo com ingredientes potentes e perigosos: descontentamento da população, descontentamento dos servidores. Ou Greca diz a que veio ou a cidade entra em colapso.


2 comentários

  1. PEDROCA DO SUDOESTE
    quinta-feira, 11 de maio de 2017 – 10:49 hs

    E a ajuda do Governo Estadual ? Falou, tirou fotos, com a Secretaria Estadual de Saúde, que tudo estava resolvido no inicio da gestão.Medicamentos e insumos não eram mais problemas….Vixi, puro papo furado então. Quem mente mais ?

  2. quinta-feira, 11 de maio de 2017 – 11:48 hs

    Ele está mostrando que é mais um da farinha do mesmo saco, enquanto candidato prometeu mundos e fundos em prol da saúde, priorizar etc, mas na verdade náo está fazendo nada e sim atrapalhando a vida dos funcionários cortando seus direitos e fazendo o atendimento ficar pior ainda.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*