Vandalismo no MON | Fábio Campana

Vandalismo no MON

Nesta última semana, duas obras expostas no Museu Oscar Niemeyer foram vandalizadas. Os dois casos ocorreram nas genitais de mulheres de quadros que expunham nudez.

As telas danificadas foram “Adan y Eva”, de Joaquim Torres Garcia e “Nereidas Modernas”, de Rodolfo Doubek, fazem parte do acervo do museu e foram retiradas de exposição e encaminhadas para restauro após a administração ter acionado seguradora. A investigação segue com apoio das autoridades competentes e imagens de câmeras de segurança.

Em nota publicada no Facebook, a comunicação do museu lamenta o ocorrido: “Apesar do rigor da segurança, duas obras de valor artístico inestimável que estavam em exposição foram danificadas na última semana […] Provavelmente, os danos às telas foram causados por perfuração com caneta ou lápis.”.

É bom lembrar que o MON obedece a normas internacionais de segurança, com acesso que passa por detector de metais, vistoria de bolsas e sacolas, todas as salas contém câmeras de segurança e presença de profissionais de segurança e controladores de acesso.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*