Senado aprova reeleição presidencial no Paraguai; manifestantes põem fogo no Congresso | Fábio Campana

Senado aprova reeleição presidencial no Paraguai; manifestantes põem fogo no Congresso

O senado do Paraguai, dominado por partidários do presidente Horácio Cartes, aprovou ontem a reeleição presidencial, o que deflagrou incidentes entre opositores e a polícia. Manifestantes conseguiram entrar no prédio do Congresso, que fica no centro histórico de Assunção. A polícia disparou balas de borracha, e os manifestantes colocaram fogo no prédio. O canal Telefuturo transmitiu a confusão em frente ao Parlamento.

No total, 25 dos 45 senadores votaram a favor da emenda que institui a reeleição. A emenda deverá ser ratificada neste sábado pela Câmara dos Deputados, também controlada pelos governistas.

Os senadores não votaram no plenário do Senado, e sim em um gabinete do Congresso, diante da resistência de legisladores da oposição contra a medida. O presidente do Senado, Roberto Acevedo, o primeiro vice-presidente do Senado, Eduardo Petta, e outros legisladores da oposição ocuparam o plenário da Casa para impedir a votação.

A emenda foi apoiada por opositores ligados ao ex-presidente de esquerda Fernando Lugo, mas o restante da oposição denunciou a medida como um “golpe parlamentar”.

A emenda ainda deve ser votada pela Câmara dos Deputados. Seu presidente Hugo Velázquez, disse que recebeu o projeto nesta sexta e informou que irá votá-lo no plenário da Casa no sábado. O presidente Cartes tem uma folgada maioria na Câmara dos Deputados, integrada por 80 legisladores.

Houve dois momentos de confrontos violentos com a polícia nesta sexta. O protesto contra a medida que autoriza a reeleição começou antes que ela fosse aprovada. Durante a discussão, o prédio estava cercado por forças de segurança.
O presidente do Congresso do Paraguai, Roberto Acevedo, é visto durante confronto entre manifestantes e a polícia.


3 comentários

  1. eleitor desmemoriado
    sábado, 1 de abril de 2017 – 21:40 hs

    e é para por fogo mesmo, este tipo de coisas deve ser tratado assim mesmo, pondo fogo no Congresso dos Traidores da pátria.

  2. CARRASCO
    domingo, 2 de abril de 2017 – 10:47 hs

    Se o povo brasileiro fossem como os paraguaios e queimassem
    o Congresso junto com os políticos dentro, do resto das cinzas não
    cresceria nem pé de urtiga. Infelizmente chegamos a esta situação
    porque uma grande maioria votou errado e deu corda para que estes
    malacos perpetuassem no poder fazendo o que querem:- roubar !!!

  3. clarice franze
    domingo, 2 de abril de 2017 – 11:35 hs

    SE A MODA PEGA………..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*