Se Palocci fizer delação, Brasil sofrerá terremoto, diz líder do PT | Fábio Campana

Se Palocci fizer delação, Brasil sofrerá terremoto, diz líder do PT

O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), classificou como um “verdadeiro terremoto” a eventual delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Na avaliação do líder petista, Palocci tem muito a contar sobre as relações políticas com grupos econômicos. “Nós não sabemos exatamente o que o Palocci tem a dizer, mas a gente tem certeza que ele tem muito para falar, inclusive sobre os grandes grupos econômicos brasileiros, o capital financeiro, os grandes bancos e as grandes redes de comunicação”, afirmou Zarattini, que participa nesta segunda-feira, 24, do seminário “Estratégia para a Economia Brasileira – Desenvolvimento, Soberania e Inclusão”, promovido pelas lideranças do PT na Câmara e no Senado e pela Fundação Perseu Abramo, em Brasília. As informações são do Estadão.

“Não sabemos exatamente o que ele pretende, mas, com certeza, se ele falar sobre o que tem conhecimento, o Brasil vai sofrer um verdadeiro terremoto no meio empresarial”, disse.

Na semana passada, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci deu indicações sobre sua disposição em fazer um acordo de delação premiada, ao sugerir que tem muito a contar sobre os esquemas investigados pela Operação Lava Jato.

Entre as lideranças do PT presentes no encontro desta segunda-feira estão a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o senador Humberto Costa (PE), o presidente da sigla, Rui Falcão, e o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli. A previsão é de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça ao encontro no final da tarde.


3 comentários

  1. ELEITOR DE BOA MEMORIA
    terça-feira, 25 de abril de 2017 – 9:57 hs

    A DELAÇÃO DELE CERTAMENTE FOCARÁ O SETOR BANCARIO E OUTROS SETORES AINDA NÃO CITADOS.REALMENTE INICIARÁ O SAMBA.
    JÁ PENSARAM VAMOS FICAR SABENDO DOS ROLOS DE COMPRA E VENDA DE CARTEIRAS BANCARIAS, EM BENEFICIO DO “GRUPO”

  2. JOHAN
    terça-feira, 25 de abril de 2017 – 11:07 hs

    Caro FÁBIO, a insinuação do ITALIANO para o juiz Sergio Moro é oportuna, em razão de que o mesmo está percebendo que está ficando para trás e por vontade própria poderá escolher ficar 40 anos preso em regime fechado ou contar o que sabe do governo da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA. A princípio a sociedade já sabe que ele não vale nada, é um pária, é um cafajeste, corrupto hipócrita igual aos que o defendem. Quanto ao terremoto,sempre há os que sobrevivem, ver caso do Chile e Itália, contudo para a grande maioria da sociedade brasileira trabalhadora,será um favor que ele fará, pois o país será passado a limpo. A sociedade não está preocupada com a colaboração premiada do ITALIANO. Que venha a colaboração. Os poucos parlamentares remanescente é que estão preocupados. Atenciosamente.

  3. CARRASCO
    quarta-feira, 26 de abril de 2017 – 6:45 hs

    O Palocci não tem outra saída a não ser a delação. Na hora que
    o cara perceber que toda a cúpula (ainda é cúpula, logo vai ser cha-
    mado de cópula) do PT o abandonou já será muito tarde. Delate, por-
    que pelo menos a sua pena deve diminuir uns cinco anos, ou seja,
    pagará apenas vinte e cinco…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*