Requião liga auxílios a juízes e promotores ao 'caixa 2' da corrupção do Judiciário | Fábio Campana

Requião liga auxílios a juízes e promotores ao ‘caixa 2’ da corrupção do Judiciário

Nesta segunda-feira, 17, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) comparou o uso do “caixa 2” aos benefícios recebidos por juízes e promotores. “A corrupção não é apenas do político que recebe recursos financeiros via caixa dois, mas sim também de juízes e promotores que se beneficiam de auxílio moradia, pagamento de escolas para os filhos e ressarcimento de prejuízos financeiros com a edição dos chamados planos econômicos que, em passado recente, prejudicaram todos os brasileiros, mas que repôs as perdas apenas do Judiciário e do Ministério Público”, diz nota de Requião sobre o pronunciamento no Senado. Requião reafirmou a necessidade de uma legislação que puna os abusos de autoridade.


11 comentários

  1. valdir bassai
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 17:11 hs

    requião os juizes ganham muito, só que ainda fazem alguma coisa. Comente sobre o ganho seu e de seus amiguinhos no senado que a única coisa que fazem e usarem o mandato de senador para proveito próprio.
    Comenta também da sua aposentadoria que é vergonhosa.

  2. QUESTIONADOR
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 17:44 hs

    Depois de falar tanta besteira agora sim acho que melhorou , porque e a mais pura verdade o Judiciário esta quebrando o Brasil de tanto beneficio que querem, são os sanguessugas do dinheiro publico.

  3. JOHAN
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 17:50 hs

    Caro FÁBIO, é lamentável ouvir a manifestação do ébrio, senil, febril Senador PINÓQUIÃO, ao tentar comparar os recebimentos dos auxílios percebidos pelos membros do Ministério Público e Procuradores. O fiasco é tal porte e tamanho que o pobre senador esquece que foi um dos membros do Senado que aprovou a medida que permitiu a recuperação dos valores pleiteados pelos membros do judiciário, comparados com os valores obtidos às escuras pelos senadores e políticos da república, inclusive o mesmo. Os membros do judiciário pleitearam e os nobres senadores concordaram e aprovaram a medida, contudo NÃO estavam comprando a consciência dos membros do ministério público. Por outro lado a empresa ODEBRECHT simplesmente comprou, assumiu a consciência, os senadores e tudo o mais que eles representam. Isso é o fim dessa legislatura do senado. Atenciosamente.

  4. terça-feira, 18 de abril de 2017 – 17:53 hs

    Requião merece o meu respeito pela coragem .

  5. Benjamin Button
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 21:26 hs

    Realmente sou obrigado a concordar com o Cenador Maluco, as regalias a que estes membros do Poder Judiciário e do Ministério Público desfrutam são motivo de vergonha para a sociedade brasileira, como é a prática do Caixa 2. Exageros á parte o Cenador Maluco não está erado quando da comparação, não podemos condenar os outros por práticas delituosas quando também vivemos de prerrogativas que mais parecem delitos.

  6. Sergio Silvestre
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 22:18 hs

    Requião sabe das coisas.

  7. FUI !!!
    quarta-feira, 19 de abril de 2017 – 5:41 hs

    O efeito mamona do Requião é devastador. Se o cara critica os
    auxílios que os Juizes recebem o que dizer dos seus !? O que um
    babaca de senador como ele gasta às nossas custas é uma afronta
    ao bom senso humano. Mesmo assim o cara acumula diversas apo-
    sentadorias, come às nossas custas e continua vociferando como
    um cão louco. Difícil é aguentar um cara como este…

  8. joao
    quarta-feira, 19 de abril de 2017 – 7:18 hs

    Ela não olha para o rabo, quando aposentou com apenas 04 anos de governo….e o brasileiro tem de trabalhar 35 anos, trabalhar realmente.

  9. raskolnikov
    quarta-feira, 19 de abril de 2017 – 11:10 hs

    tem sentido, é uma forma de apropriação de grana pública com eufemismos de auxílios e ainda por cima por ter caráter indenizatório não incide IR.

  10. Eleitor
    quarta-feira, 19 de abril de 2017 – 12:50 hs

    Certíssimo o Senador. Já passou da hora de o Judiciário e Ministério Público tomarem vergonha na cara e pararem de praticar “corrupção jurídica” em detrimento dos contribuintes brasileiros. Esses auxílios são um tapa na cara de todos nós.

  11. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 24 de abril de 2017 – 10:34 hs

    Eu estou mudando de opinião em relação ao meu voto,parabéns Requião nós precisamos de cara de coragem para enfrentar os desmandos desse pais criado principalmente pelo judiciário, enquanto fazem um bom trabalho na operação Lava Jato, metem a faca no nosso peito ganhando a opinião publica para ganharem cada vez mais benefícios , vergonha o Judiciário do nosso país fazem o maior espetáculo e tudo termina em Pizza.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*